Home / Destaque / Caso Sifco/Dana: Sindicato dos Metalúrgicos luta pela antecipação do pagamento da multa dos 40%
Eliseu metalurgicos

Caso Sifco/Dana: Sindicato dos Metalúrgicos luta pela antecipação do pagamento da multa dos 40%

Depois de conseguir o pagamento das verbas rescisórias aos mais de 200 demitidos da Sifco (atual STJ Forjaria/Dana), Sindicato e trabalhadores buscam agora a antecipação do pagamento da multa de 40%, prevista para ser quitada em dezembro. Na última segunda-feira (11), mais uma assembleia foi realizada na sede do Sindicato para repassar os pontos já definidos em ata assinada pelos trabalhadores e representantes da entidade. O Sindicato sempre atendeu e continuará atendendo os trabalhadores, visando a solução desta questão.  “Inicialmente, os companheiros demitidos da Sifco tiveram a proposta de pagamento de suas verbas rescisórias parceladas em 30 vezes. Nem nós, nem eles concordaram com esse absurdo! Por isso, acionamos nosso departamento jurídico e negociamos com a Dana o adiantamento do aluguel devido para a Sifco até dezembro de 2017. Esse montante foi revertido à quitação das verbas rescisórias, pagas à vista em junho”, relembra o presidente do Sindicato, Eliseu Silva Costa.

cae metalurgicos

Nessas verbas – que somam um total de R$ 5.331.916,99 – também foi paga a a multa 477 (quando a empresa é multada por não pagar as rescisões no prazo de 10 dias).  “Estamos acompanhando todos os passos desse processo e fazendo de tudo que nos cabe. Todas as homologações foram feitas aqui rapidamente, com plantões aos finais de semana, para que os companheiros pudessem receber o quanto antes, dando entrada no seguro-desemprego e recebimento do FGTS, inclusive das parcelas de um ano e oito meses atrasadas, cuja quitação foi exigida pelo Sindicato ainda quando se deu a venda para a Dana. Criamos, também, um atendimento especial no nosso departamento jurídico, todas as segundas-feiras, para que ninguém fique sem atendimento “, informou o diretor sindical Natanael Onofre Matias (Caé).

Segundo o advogado do Sindicato que acompanha o caso, Dr. Valtencir Piccolo Sombini, o foco agora é antecipar o pagamento da multa de 40% do FGTS. “Isso está definido para dezembro, pois nesse período a Sifco receberá o saldo da venda para a Dana, mas estamos buscando outras vias para que esse pagamento seja adiantado aos trabalhadores”, explica Sombini.

A intenção da entidade, que está acompanhando o caso desde o início ao lado dos trabalhadores, é evitar um possível adiamento do pagamento por conta do recesso de fim de ano da Justiça.

Nos próximos dias será marcada uma reunião entre representantes da SJT Forjaria/Dana, Sindicato e comissão de trabalhadores para discutir a viabilidade dessa antecipação do pagamento dos 40%.

Leia também

acessa sp3

AcessaSP ganha novas instalações, no prédio do Facilita em Várzea Paulista

Desde a quarta-feira (20), munícipes contam com novo local para acesso gratuito à internet e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com