Home / Destaque / Economia na AUJ melhora: bom momento para procurar vagas
distrito industrial2

Economia na AUJ melhora: bom momento para procurar vagas

Com o fim do Carnaval a atenção de muitas pessoas se volta para a busca de um novo emprego e com a perspectiva de melhora na economia na região da Aglomeração Urbana de Jundiaí – AUJ – que em janeiro apontou a geração de cerca de 2 mil novas vagas em vários setores, os analistas entendem que este é um bom momento para procurar uma colocação. Tanto, que esta semana,o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP) divulgou que o ‘Nível de Emprego Regional’ tem gerado novos empregos, sendo que os setores que mais puxou estas novas vagas foram os setores de Equipamentos de Informática, Produtos Eletrônicos e Ópticos (9,37%); Veículos Automotores e Autopeças (3,30%); Produtos Têxteis (3,03%). O Comércio também da mostras de recuperação com grande potencial para absorver a mão de obra.

Entretanto, José Carlos Bazani, Administrador de Empresa, professor de RH e Consultor da Expert Consultoria de Jundiaí, lembra que  existe no Brasil uma frase famosa de que o país só começa depois do carnaval. “Pura lenda. Se você acreditou nisso e deixou de procurar uma colocação ou uma recolocação, perdeu janeiro e boa parte de fevereiro. Para poder comprovar, verificamos que o índice de colocação  para o mês de janeiro de 2018 equiparou-se à média de colocação do ano de 2017”, salientou.

Segundo ele, apesar de uma alta taxa de desemprego, desde 2017 há uma recuperação da economia, mas ainda muito tímida. “Esta recuperação está muito abaixo do esperado, mas, por outro lado, ela vem demonstrando que veio “para ficar”, destaca, observando que alguns segmentos estão com maiores demandas como Logística, TI, grande parte da indústria, e o que é mais importante: “estamos observando esta recuperação está acontecendo em todos os setores da economia”.

Por isso, ele recomenda que, para quem está procurando uma colocação ou uma recolocação, é que divulgue. Já para quem quer mudar de área, o primeiro passo é procurar uma oportunidade dentro da própria empresa que trabalha. Muitas empresas oferecem esta possibilidade. O segundo passo é preparar-se para essa nova atividade e que talvez requeira os mesmos esforços de um “primeiro emprego”. “Para todos os casos, visite sites de empresas, sites de consultorias, redes sociais, network, etc. para comunicar seu interesse e para enviar seu currículo. Participe de palestras, cursos presenciais ou on-line, eventos, etc., para se especializar e fazer networking. E mais uma dica: existem vários cursos gratuitos oferecidos pelo mercado. Fique atento às oportunidades”.

Para ele, o currículo é importante e cada processo vai determinar a forma de envio do currículo. “Depende da vaga ou da empresa contratante a determinação do processo. A melhor maneira é informar-se nas empresas ou nas consultorias que orientarão sobre como encaminhar seu currículo, que deve ser conciso, ou seja, ter o máximo de informações, mas com poucas palavras. Coloque seu nome, endereço, principais contatos (telefone, celular, e-mail), objetivo (em destaque) resumo de suas qualificações, empresas que atuou, tempo de experiência, formação e cursos extracurriculares. Evite colocar números de documentos e autorreferências (como pró-ativo, disciplinado, comunicativo, etc).

Outra dica é que os cursos de qualificação e ou atualização são importantíssimos tanto para quem hoje procura uma oportunidade, como para quem já trabalha.

Leia também

Marco Antônio dos Santos (2)_ok

Em Jundiaí: Fórum discute de empregabilidade para pessoas com deficiências nesta segunda (24)

Com o objetivo de discutir vários temas neste segmento, a Prefeitura de Jundiaí realiza na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com