Home / Brasil / Hoje é o Dia nacional da Voz. Cuidado e atenção em ações e hábitos do cotidiano podem fazer toda diferença: Dê ouvidos à sua voz
dIA DA VOZ

Hoje é o Dia nacional da Voz. Cuidado e atenção em ações e hábitos do cotidiano podem fazer toda diferença: Dê ouvidos à sua voz

Nesta segunda-feira (16) é comemorado o Dia Mundial da Voz e o Hospital Paulista – como referência quando o assunto é ouvido, nariz e garganta – relembra a importância desse dia esquecido por muitos. Poucos sabem, mas cuidados no cotidiano são fundamentais para evitar rouquidão. Além disso, nossos especialistas dão dicas de alimentos que auxiliam e os que atrapalham no bom funcionamento da voz.

O que você mais lê na internet e revistas são dicas de como cuidar fisicamente do seu corpo e manter um estilo de vida saudável. Mas já leu algo sobre cuidados com a voz? Muitas vezes, a devida atenção que ela merece é relegada. Por isso, no Dia Mundial da Voz (16 de abril), o médico especialista em Otorrinolaringologia Domingos Tsuji e a fonoaudióloga Bruna Rainho Rocha, do Hospital Paulista, aproveitam para conscientizar o leitor sobre a importância dos cuidados com a voz e dão dicas de como aproveitar ao máximo seu potencial vocal.

Tudo que envolve sua fala revela quem você é, inclusive a sua voz. Através dela as pessoas reconhecem até seu estado físico e emocional. “Quem já não reconheceu se um amigo estava triste ou feliz por um simples ‘oi’ ao telefone?”, indaga Bruna. “Vozes mais finas podem transmitir delicadeza ou infantilidade, enquanto vozes mais graves estão relacionadas à autoridade, por exemplo.”, exemplifica a fonoaudióloga.

Há muitas formas de cuidar da voz. Uma delas é pela alimentação e ingestão de água. O líquido auxilia na hidratação da laringe e na lubrificação das cordas vocais, o que diminui os riscos de lesão ou sobrecarga nessas estruturas.

Já uma alimentação saudável ajuda a prevenir o refluxo, que é prejudicial à laringe e às cordas vocais. Um exemplo é a maçã, como explica o Prof. Dr. Domingos Tsuji: “a maçã é uma ótima aliada da voz pelo seu efeito adstringente sobre o trato vocal”. Já a fonoaudióloga do Hospital Paulista dá dicas de alimentos que devem ser evitados em determinadas ocasiões: “Se você tem uma apresentação ou palestra, por exemplo, evite achocolatados e derivados de leite, pois eles aumentam a produção de saliva e dificultam a emissão”.

Outros cuidados que devem ser adotados no dia a dia são evitar o consumo de bebidas alcoólicas e de cigarro. O álcool tem efeito analgésico, fazendo com que você cometa abusos vocais sem perceber. O tabagismo, por sua vez, é altamente prejudicial à saúde, sendo responsável, em grande parte, pelos cânceres que atingem órgãos fundamentais para a voz.

Além dos cuidados com a alimentação também é necessária atenção aos hábitos do cotidiano que, muitas vezes, passam despercebidos. Ações como gritar e não aquecer a voz antes do seu uso prolongado devem ser evitadas, como alerta a fonoaudióloga Bruna: “O impacto causado por um grito pode lesionar as cordas vocais, assim como a alta demanda vocal sem preparo. Gosto de pensar no uso da voz como um esporte: um jogador sempre se aquece antes de uma partida e se prepara com exercícios específicos. Devemos fazer o mesmo com a nossa voz”.

Apesar de todas as dicas, alguns deslizes podem ser cometidos, mas não se desespere e tenha atenção. “Fique atento à sua voz e, caso tenha alguma alteração que não melhore completamente em três semanas, procure um otorrinolaringologista para ver o que está ocorrendo. Quando detectado no início, até mesmo o câncer das pregas vocais pode ser facilmente trado”, finaliza Domingos Tsuji, especialista em otorrinolaringologia do Hospital Paulista.

Leia também

Festa do Morango (2)

35ª Festa do Morango de Jarinu/Atibaia começa neste sábado, 23

Tem início neste sábado, dia 23, às 9 horas, a 35ª edição da Festa do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com