Home / Destaque / Jundiaí cria 635 novos empregos em agosto, diz Caged
distruito

Jundiaí cria 635 novos empregos em agosto, diz Caged

Jundiaí gerou 635 novos postos de trabalho com carteira assinada em agosto, de acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho. Foram 5.575 contratações ante 4.940 demissões, com destaque para o setor de comércio, que gerou 333 vagas. O resultado positivo reflete os esforços da Administração para criar um ambiente favorável aos negócios em Jundiaí, uma das metas prioritárias do prefeito Luiz Fernando Machado.

Desde maio do ano passado, o chefe do Executivo municipal se reúne semanalmente com representantes de grandes empresas de Jundiaí para discutir aspectos que possam favorecer novos investimentos produtivos nas plantas já instaladas na cidade, bem como atrair novas empresas. “Tenho repetido sempre que o emprego é a melhor forma de distribuição de renda e é muito gratificante ver que nossos esforços estão se transformando em empregos para a população”, destaca o prefeito.

Além do comércio, que liderou a criação de vagas, também tiveram saldo positivo os setores de serviços (+283), indústria (+76) e agropecuária (+12). Somente a construção civil registrou perda de vagas (-75). “Os dados mostram que a recuperação gradual da atividade econômica brasileira já tem reflexos em Jundiaí, especialmente nos três motores da economia local, que são os setores de serviços, indústria e comércio. Os dados aumentam o nosso otimismo”, comenta.

Em todo o ano, o setor de serviços segue como principal criador de empregos formais na cidade, com 1.675 novos postos. A indústria vem em segundo lugar com 514 novas vagas, à frente da construção civil, que tem saldo positivo de 124 vagas de janeiro a agosto deste ano. Apesar da recuperação no mês passado, o comércio ainda tem saldo anual negativo, com perda de 555 vagas até agora.

Leia também

jovens na educação

Mais de 1 milhão de jovens não concluem o ensino médio até os 19 anos, diz pesquisa

Dos 3,2 milhões de brasileiros com 19 anos, 2 milhões concluíram o ensino médio, o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com