Home / Destaque / Jundiaiense Táynna Cardoso é campeã brasileira de boxe
taynna e popo

Jundiaiense Táynna Cardoso é campeã brasileira de boxe

Em luta empolgante e decidida por pontos, atleta da cidade leva a melhor sobre a experiente Simone Duarte e Jundiaí volta ter uma atleta campeã nacional

Com público eufórico e grande empolgação, a jundiaiense Táynna Cardoso venceu Simone Duarte, da Baixada Santista, e conquistou o título brasileiro dos pesos pena no sábado (7), no ginásio do Bolão, em Jundiaí.  A vitória foi por pontos, mas em decisão unânime dos juízes (99 a 90, 96 a 94 e 97 a 93).

A intensidade da luta, com as duas pugilistas buscando o ataque o tempo todo sem nunca se resguardar da defesa, já que sabiam do perigo de se expor, marcou o combate. Táynna, empurrada pela torcida, sempre foi mais contundente. Ao final, após o anúncio da vitória, houve uma explosão de euforia no tradicional ginásio jundiaiense, que recebeu um bom público depois de muito tempo sem grandes eventos esportivos no local.

Ainda sob a emoção da conquista logo em sua estreia no boxe profissional (o título estava vago, o que possibilitou a disputa do cinturão já em sua primeira luta), Táynna lembrou a preparação bem feita. “A gente tinha se preparado muito para isso. Fiz um condicionamento físico para levar a luta round a round e chegar à vitória” , comentou a lutadora, treinada por seu pai, Luís Cardoso.

taynna luta

E não deixou de lembrar a dificuldade de enfrentar uma adversária tão experiente. “A Simone sabe controlar a luta. Ela tem muita experiência. Eu não podia errar. Mas valeu, porque o público merecia ver um espetáculo destes. Tenho certeza que o jundiaiense vai aprender cada vez mais a gostar de boxe.”

Na luta principal da noite, Patrick Teixeira defendeu o cinturão latino-americano contra Davi ‘El Loco’ Eliasquevici e acabou vencendo ao final dos dez rounds, também por decisão unânime dos juízes (100 a 89,98 a 92,99 a 91).

 

Outras lutas

A Noitade de Boxe teve início com a disputa da categoria Supergalo, com Leandro Prado vencendo Wendel Santos por pontos numa decisão apertada (37 a 36, 37 a 37 e 37 a36). Na categoria leve, o jundiaiense Thiago Saraiva, treinado por Luís Cardoso, pai da lutadora Táynna, perdeu para Hugo Paiva por nocaute aos 2min38seg do 2º round. Outra disputa da mesma categoria foi entre Daniel Araujo e Jonathan Santos, que venceu por nocaute aos 49 segundos do 5º round. Na disputa dos superpena, o experiente Agnaldo Nunnes venceu Lucas Oliveira por nocaute nos primeiro minuto do 5º round. A luta marcou a volta de Agnaldo ao boxe depois de cinco anos longe dos ringues.

Leia também

Landão 2

“Landão” está desaparecido

Orlando Teixeira Peres, de 59 anos, está desaparecido de sua casa desde ontem 15/11/2018, na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com