Home / Destaque / Operações conjuntas coordenadas pela prefeitura e pela PM acabam com ‘Pancadão da Vila Real’ em Várzea Paulista
Pancadao_Jornal2

Operações conjuntas coordenadas pela prefeitura e pela PM acabam com ‘Pancadão da Vila Real’ em Várzea Paulista

 

Com isso a população da região que não conseguia descansar nos finais de semana com o som alto terá paz

Várias operações conjuntas envolvendo a Polícia Civil, a Polícia Militar, agentes de fiscalização dos comércios, o Procon, além da Unidade Gestora de Trânsito, Guarda Civil Municipal e Conselho Tutelar acabaram com o conhecido “Pancadão”, que acontecia praticamente todos os finais de semana na Avenida Pacaembu e na rua Sananduva, na Vila Real.

Mais de vinte ações coordenadas pela prefeitura, através da Unidade Gestora de Desenvolvimento Econômico, conseguiram dar fim aos bailes “funks” que reuniam milhares de pessoas e eram alvos de traficantes que comercializavam drogas como numa feira-livre.

Através de pesquisa “in loco”, realizada pelas equipes que participaram das ações, ficou constatado que cerca de 90% dos presentes eram menores de idade e algo próximo de 80% não residiam na cidade de Várzea Paulista, sendo a maioria vinda de cidades vizinhas como Campo Limpo Paulista, Jundiaí, Itupeva, Louveira, além de Campinas, São Paulo e até da Praia Grande, no litoral. De Itatiba vinha uma espécie de caravana, organizada por uma mulher já identificada e que está sendo investigada pelos policiais civis.

Por conta desses dados, a prefeitura acionou o Conselho Tutelar que passou a participar das ações e dar os encaminhamentos apropriados aos jovens que eram apreendidos, muitas vezes consumindo e comercializando drogas, e levados à delegacia, só sendo liberados com a presença dos pais ou responsáveis legais.

“Infelizmente, a quantidade de adolescentes e crianças que participavam desses ‘pancadões’ é absurda, sendo que muitos deles mentiam aos seus pais para poderem participar desses eventos”. Disse João Pedro Cremaschi, gestor executivo da Fazenda.

 

Mais de 20 operações ao longo do ano

O trabalho para por fim aos “pancadões” vem sendo realizado ao menos duas vezes por mês desde janeiro desse ano, totalizando mais de vinte operações que visavam desestruturar a organização dos eventos e desestimular os jovens de frequentá-los.

Além do policiamento ostensivo realizado pelas polícias Civil, Militar e pela Guarda Civil Municipal, outros órgãos participaram das ações para dar o suporte necessário, não só à população local, como também aos jovens e adolescentes que participavam.

Outras importantes ações foram a autuação de sete estabelecimentos comerciais que não tinham alvará de funcionamento e a interdição de outros três, e a forte atuação da Unidade Gestora de Trânsito, que aplicou mais de 160 multas em veículos com som alto e falta de condições tráfego.

Prisão do principal organizador foi um ponto chave

Na quinta-feira (19), os policiais da DISE – Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes da Polícia Civil prenderam em flagrante o principal organizador dos “Pancadões da Vila Real”.  Os policiais encontraram com o homem de 19 anos, dezenas de porções de cocaína e materiais de divulgação dos próximos bailes funks que seriam realizados no local.

A prisão do rapaz deixou claro aos investigadores que o baile era uma estratégia para venda de drogas coordenada por uma facção que age dentro e fora dos presídios.

Operações vão continuar

Mesmo com o fim do “pancadão”, as ações coordenadas pela prefeitura irão persistir de forma contínua e sem previsão de interrupção. “Um bom exemplo da importância desse trabalho foi a ação de policiais militares que salvaram a vida de um bebê de apenas vinte dias de vida, que estava engasgado com o leite materno. O acesso à casa onde estava a criança não seria possível caso o pancadão estivesse acontecendo, por isso nós vamos continuar de maneira intensa as operações para garantirmos que esses bailes não voltem.” Completou João.

Opções de lazer para os jovens

A Unidade Gestora de Esporte, Lazer, Cultura e Turismo disponibiliza diversas opções de lazer às crianças, adolescentes e jovens da cidade de Várzea Paulista. No esporte são 14 modalidades disponíveis às pessoas de todas as idades, além de promover o campeonato amador de futebol e diversas competições esportivas ao longo do ano e em diversos locais.

A cidade tem a Biblioteca Municipal Profa. Zulmar Zuleika Turcatto Maraccini que, além de milhares de livros, promove saraus, contação de histórias e diversas outras atividades lúdicas e peças teatrais no Espaço Cidadania e na Praça CEU, que também promove sessões de cinema gratuitas à população.

Além disso, a prefeitura promove festas, como as tradicionais “Orquivárzea” e Festa Julina do Fundo Social, além do “Encontro de Companhias de Santos Reis”, do “Viola com Feijão” e o mais novo “Parada do Samba” e disponibiliza espaços para a convivência como o Parque Chico Mendes.

Leia também

jovens na educação

Mais de 1 milhão de jovens não concluem o ensino médio até os 19 anos, diz pesquisa

Dos 3,2 milhões de brasileiros com 19 anos, 2 milhões concluíram o ensino médio, o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com