Home / Destaque / Prefeitura de Jundiaí atualiza salário dos servidores e repõe inflação
jundiai reajuste

Prefeitura de Jundiaí atualiza salário dos servidores e repõe inflação

Prefeitura destacou compromisso com valorização do servidor e com equilíbrio financeiro da Prefeitura

Mantendo o compromisso assumido no ano passado com o Sindicato dos Servidores Públicos de Jundiaí (Sindserjun), a Prefeitura enviará à Câmara nos Vereadores, nesta terça-feira (8), a proposta de aumento de 6% nos salários dos servidores municipais. O índice representa a reposição da inflação acumulada nos dois últimos anos (5,5%), mais ganho real de 0,5%.

Durante o anúncio, o prefeito explicou que o aumento terá um impacto de R$ 31 milhões no orçamento do Município este ano. “Estamos cumprindo o que prometemos no ano passado, que era restabelecer a estabilidade financeira da Prefeitura e repor a inflação dos dois anos anteriores. De 2017 para cá, já pagamos 65% das dívidas herdadas da Administração anterior e isso é fruto de uma gestão focada na responsabilidade na aplicação dos recursos públicos”, ressaltou Luiz Fernando.

O chefe do Executivo reconheceu a importância da valorização do servidor público, que é o principal responsável pela excelente qualidade dos serviços prestados pela Administração à população. “É justamente por saber disso que mantemos o foco no equilíbrio financeiro, que nos permite pagar os salários e o décimo terceiro em dia, algo que não acontece em muitos municípios”, destacou.

Além do ganho real de 0,5% nos vencimentos, os servidores terão também o vale-alimentação elevado em 10% (de R$ 577,41 para R$ 635,15), com o valor do adicional pago em novembro subindo de R$ 437,44 para R$ 481,18. O impacto no orçamento, nesse caso, será de R$ 2,7 milhões em 2018.

Na ocasião, o prefeito fez uma breve apresentação sobre os investimentos feitos pela Prefeitura na manutenção de serviços essenciais, como de educação e saúde, por exemplo. “Somente com dois hospitais, o Universitário e o São Vicente de Paulo, gastamos R$ 230 milhões por ano”, pontuou. Luiz Fernando acrescentou, ainda, que a mesa de negociações é permanente e demandas sociais feitas pelo Sindserjun seguem em discussão.

Também participaram do anúncio os gestores José Antonio Parimoschi (Governo e Finanças), Gustavo Maryssael (Casa Civil), Simone Zanotello (Administração e Gestão de Pessoas) e Thiago Maia (Inovação e Relação com o Cidadão).

O percentual do dissídio ao funcionalismo público jundiaiense deve ser o maior entre os municípios que compõem a Aglomeração Urbana de Jundiaí (AUJ). Em Jarinu, o reajuste aplicado se restringiu à inflação do último ano, que foi de 1,83%. Já em Louveira, o percentual será de 2,84%. Campo Limpo e Várzea Paulista ainda não definiram o índice.

Leia também

Sessão (22)

Desportiva e Santa Marta são excluídos do Amador de Várzea

Decisão da Unidade Gestora de Esportes diz que a decisão é irrevogável; torcidas e dirigentes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com