Home / Destaque / Prefeitura de Várzea oficializa contrato de urbanização da Vila Real
topmateria1-assinatura-contrato

Prefeitura de Várzea oficializa contrato de urbanização da Vila Real

O prefeito de Várzea Paulista, Juvenal Rossi, apresentou, em seu gabinete, a primeira etapa das obras de reurbanização da Vila Real, na manhã da última quarta-feira (25). Junto de outros representantes da Prefeitura, o gestor expôs quais serão os trabalhos, em linhas gerais, a vereadores e membros da associação de moradores do bairro; em um segundo momento, foi assinado o contrato com a empresa Jofege, vencedora da licitação para o investimento de R$ 9.164.234,87 em pavimentação, drenagem e outras ações no bairro.

A Secretaria de Infraestrutura Urbana fiscalizará os trabalhos da construtora. O secretário Renato Germano, presente na solenidade, deu mais informações sobre as obras, cujo início agora depende da liberação da ordem do serviço, após a análise prévia da Caixa Econômica Federal. “A pavimentação das ruas será feita de acordo com as larguras de cada um delas. 36 vias serão asfaltadas e receberão o sistema de drenagem de águas pluviais. Quatro muros de arrimo e nove escadas hidráulicas serão executados, além de um trevo entre a Rua Ilha Bela e a Marginal do Rio Jundiaí, para que os motoristas possam acessar o bairro da Ponte Seca. Ao todo, serão 3 km de ruas pavimentadas; 101 bocas de lobo; 31 bocas de leão (com mais espaço para a água das chuvas); 30 grelhas; 832 toneladas de asfalto; 902 mil m³ de concreto (pavimentação de ruas mais inclinadas); 2.385 toneladas de base asfáltica; e 7.600 toneladas de material reciclável para a formação da base; e o córrego da Rua Ilha Bela será canalizado parcialmente, nessa primeira etapa, com 96 m de canais fechados e 84 m de canais abertos”, detalhou.

O prefeito se mostrou bastante realizado com mais esse passo em direção à realização do sonho de transformar a vida dos moradores da Vila Real. “Era necessário dar início a essas ações, para que seja possível regularizar as construções lá existentes, futuramente. Será a grande regularização fundiária do município de Várzea Paulista”, explicou.

Rossi se emocionou ao relembrar as dificuldades iniciais para salvar o convênio com o Governo Federal e não perder a chance de executar essas obras tão importantes e reivindicadas pelos munícipes do bairro. “Logo no começo do mandato, em 2013, estávamos quase sem saída. Mas conseguimos ir a Brasília e salvar os recursos. Também foi necessário licitar a execução do projeto executivo, que é bem detalhado, um requisito primordial para que pudéssemos empreender a licitação vencida pela Jofege”, finalizou.

O presidente da Comissão de Licitação, Alan Leite, explicou que o processo vencido pela empreiteira foi bastante burocrático. “Cinco grandes empresas participaram do certame. A Jofege atingiu todos os requisitos e exigências do edital”, relatou.

Além dos representantes da empresa licitada, participaram funcionários do setor de Convênios e da Secretaria de Governo e Comunicação, além do gerente da agência da Caixa Econômica Federal, Osmar Sant’ana, que representou a gerência regional do banco.

Envolvimento da população
Segundo Germano, a Sabesp já realizou várias ligações de esgoto, nos últimos meses, e orientou os munícipes para que façam suas ligações de esgoto o quanto antes, possivelmente até sem custos. Com esse procedimento já realizado, não haverá o risco de precisar desfazer o pavimento futuramente, para fazer as instalações.

Funcionários das Secretarias de Desenvolvimento Social e de Infraestrutura Urbana estiveram presentes em cada uma das ruas do bairro e externaram a importância de que, antes do início dos trabalhos da máquina nas vias, os moradores se preparem e cooperem, com a retirada dos veículos. Os munícipes serão avisados dias antes das manutenções para que se programem, e, assim, as ações sejam concluídas o mais rápido possível. “Esta obra é um grande desafio. Precisaremos do apoio de todos – vereadores, Prefeitura e a própria comunidade – para que possamos realizar essa significativa empreitada”.

O prefeito Juvenal Rossi também fez questão de pedir o apoio dos membros da associação de moradores presentes, para conscientizarem a população local. “O poder público viabiliza as conquistas, mas conta com nossos munícipes, para cuidar delas e conservá-las”, declarou.

Recursos
O investimento para essa etapa da urbanização será de R$  9.164.234,87 e é resultante de um contrato do PAC (Plano de Aceleração do Crescimento), do Governo Federal.

topmateria-assinatura-contrato

Leia também

Queimadasjulho2018

Divisão Florestal de Jundiaí alerta para o risco de queimadas no período de estiagem

Com a falta de chuvas e consequentemente uma estação cada vez mais seca, o fogo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com