Home / Destaque / Retorno de parte do IPVA pode ser a alternativa para a revitalização da Marginal do Rio Jundiaí
Marginal (2)

Retorno de parte do IPVA pode ser a alternativa para a revitalização da Marginal do Rio Jundiaí

Via precisa de investimentos de R$ 100 milhões para ser tornar na principal e mais segura ligação entre Jundiaí, Várzea Paulista e Campo Limpo Paulista

 

O economista Gildo Cantelli elaborou um estudo no qual mostra o quanto  o governo arrecada com o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e quanto retorna aos cofres municipais e com base neste estudo, o presidente da Câmara Municipal de Várzea Paulista, Silso das Neves (PRB) vê um retorno de parte destes recursos serem a alternativa de receita para investimento na revitalização da Marginal do Rio Jundiaí.

Um dos idealizadores da proposta de unir os municípios em torno da Marginal do Rio Jundiaí e a necessidades de uma ampla revitalização, Silso destacou que este movimento em prol da revitalização da Marginal para torná-la mais segura vem ganhando força na região, mas é preciso apontar caminhos para que a revitalização seja viabilizada. “Por isso encomendei este estudo junto ao economista Gildo Cantelli, muito conceituado na região, que pode ser uma alternativa ao governo do Estado que é o repasse de parte da arrecadação do IPVA que retorna ao Estado para investimentos na Marginal do Rio Jundiaí”, destacou Silso, explicando que em 2017 foram arrecadados entre os três municípios (Jundiaí, Campo Limpo Paulista e Várzea Paulista) algo em torno de R$ 251 milhões, sendo que ficaram com R$ 125.500.000,00, que devem ser aplicados 25% na Educação e 15% nas ações de Saúde Pública e o restante, os outros R$ 125.500.000,00 vai para o Estado que aplica onde bem entender. “Em quatro anos a parcela que vai para a Fazenda Estadual totaliza R$ 502.000.000,00. É exatamente dessa parcela que nos é retirada que solicitamos ao governo estadual destinar pelo menos 20%, ou seja, R$ 100 milhões, para investir na transformação total da Marginal do Rio Jundiaí”, destacou Silso. “Com esta verba poderíamos dar andamento ao projeto de revitalização e resolver os problemas de segurança, mobilidade e de meio ambiente que envolvem a marginal e o próprio Rio Jundiaí”, salientou.

Marginal (8)

O estudo elaborado por Gildo Cantelli mostra que a frota de veículos das cidades da AUJ cresce a cada ano e com isso, a arrecadação do IPVA. Atualmente a frota municipal dos três municípios totaliza 417.218 veículos, sendo 310.874 licenciados em Jundiaí (11º do estado), 63.696 licenciados em várzea paulista (75º do estado) e 42.648 licenciados em campo limpo paulista (105º do estado).

Silso destacou também que este estudo é o primeiro passo  para mostrar ao governo que é possível revitalizar a Marginal com estes recursos. “Em seguida vamos mobilizar a região no sentido de tentar sensibilizar o governo que acate esta ideia”, enfatizou o presidente do Legislativo varzino, que também é integrante do Parlamento Comum do Aglomerado Urbano de Jundiaí.

Leia também

vacinacao-cao

Vacinação em cães e gatos começa neste sábado (19) em Jundiaí

A Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), por meio da Vigilância em Zoonoses, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com