Home / Destaque / Retrospectiva 2018: Abuso sexual infantil: agressor pode estar dentro da própria casa
Estupro vulneravel2

Retrospectiva 2018: Abuso sexual infantil: agressor pode estar dentro da própria casa

Hoje no Brasil existe um canal de denuncias contra este tipo de crime: É o Disque 100

Com o tema ‘Faça Bonito – Proteja nossas crianças e adolescentes’ foi celebrado nesta sexta 18 de maio, o Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade.

No Estado de São Paulo, a Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) tem divulgado desde o ano passado, estatísticas que apontam que tem aumentado os casos de estupro a crianças e adolescentes, o chamado estupro a vulneráveis. O pior de tudo é saber que grande parte dos casos de abusos contra crianças acontece no seio familiar e na maioria das vezes, praticado por pessoas próximas das vítimas, como o próprio pai, padrastos, tios, entre outros. Hoje no Brasil existe um canal de denuncias contra este tipo de crime: É o Disque 100 que funciona diariamente de 8 às 22 horas.

Leia também

miguel grendacc

Deputado Miguel Haddad visita o Grendacc

Próximo do fim do seu mandato, o deputado federal Miguel Haddad tem aproveitado o período …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com