Home / Destaque / Jundiaí organiza reunião para discutir co-participação das cidades da AUJ para o Grendacc

Jundiaí organiza reunião para discutir co-participação das cidades da AUJ para o Grendacc

Durante encontro realizado nesta quinta-feira (14), no Paço Municipal, entre representantes do Grendacc, o Prefeito Luiz Fernando Machado, gestores municipais e o deputado federal Miguel Haddad, foram definidas novas ações para auxiliar a instituição, já que o Ministério da Saúde não autorizou o credenciamento dos leitos do Hospital Oncológico Pediátrico. “Vamos convocar reunião de emergência com todos os prefeitos da aglomeração urbana para tratar de um apoio conjunto ao hospital do Grendacc. É necessário que os prefeitos se sensibilizem para ajudar com recursos e garantir o funcionamento da instituição enquanto o Ministério da Saúde não cumpre com a orientação do Presidente da República, Michel Temer, de habilitar os serviços do Hospital Grendacc. Jundiaí repassa mensalmente cerca de R$ 143 mil para o Grendacc”, explica o Prefeito Luiz Fernando, presidente da AUJ.

O prefeito destacou ainda a disponibilização da emenda parlamentar do deputado federal Miguel Haddad, empenhada em julho para apoiar o custeio do Hospital São Vicente de Paulo, no valor de R$ 2 milhões, que poderá ser revertida para auxiliar o Grendacc. “O repasse poderá ser feito mediante a prestação de serviços do Grendacc para o Hospital São Vicente, que detém a habilitação do Ministério da Saúde para oncologia. Essas medidas garantem uma sobrevida à instituição e não deixa os pacientes desassistidos, enquanto o Ministério da Saúde não aporta recursos adicionais devidos ao município”, detalha.

O deputado Miguel Haddad, que realizou reuniões com o Ministro da Saúde, Ricardo Barros e com o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, lembra que, apesar de a verba já estar empenhada, ainda não foi liberada e isso poderá acontecer parceladamente. “A verba de R$ 2 milhões é um paliativo, que poderá socorrer a instituição temporariamente. Solicitei ao ministro Imbassahy para resgatar a discussão com o presidente da República sobre a solução desse impasse”, comenta.

A notícia da negativa do MS decepcionou a presidente do Grendacc, Verci Bútalo. “Teremos que levar essa informação para os usuários. A emenda será um fôlego até nos recompormos. Se os municípios pactuarem uma verba para o atendimento de seus munícipes, o funcionamento será continuado”, argumenta.

Leia também

covid

Jundiaí registra quatro óbitos por Covid-19 nesta quinta (23)

A Prefeitura de Jundiaí informou que registrou nesta quinta-feira (23), mais quatro mortes pela doença. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com