Home / Cultura / Arte brasileira: Grupo Capoeira Brasil completa 30 anos

Arte brasileira: Grupo Capoeira Brasil completa 30 anos

Em Várzea Paulista o grupo possui vários projetos que garante a socialização e integração

“A capoeira é uma arte genuinamente brasileira. É um agente transformador social, uma vez que trabalha o corpo, a mente e a alma”. Com estas palavras, Edvaldo Pereira dos Santos, o mestre capoeirista ‘Bola Sete’, corda preta e fundador do Grupo Capoeira Brasil no Estado de São Paulo, juntamente com o mestre ‘Girino, definiu a essência da capoeira, destacando que é  uma arte que engloba esporte, musicalidade, história, filosofia, ritmo, dança e luta. “Com todas estas características, qualquer pessoa pode praticá-la, pois, não há um perfil específico e com toda esta dinâmica e possibilidades, a capoeira atrai pessoas de todas as idades, mas o jovem é o que mais se sente atraído”, destacou o mestre.

Na capoeira desde 1985, em 1990 ele conta que veio da Bahia para Várzea Paulista, onde fundou uma sede do grupo Capoeira Brasil, trazendo para a cidade um dos primeiros projetos que foi implantado na Vila Popular para jovens e adolescentes e hoje, é mais do que uma academia, é um grande projeto social que faz do respeito às diferenças, seu grande legado. “Trabalhamos com várias classes sociais, mas é o jovem com maior vulnerabilidade social que descobre melhores perspectivas para a sua vida através deste esporte”.

Outro fator destacado pelo mestre é a questão do respeito aos mais velhos, que eles procuram passar. Ele explica que a capoeira tem muito a ver com a ancestralidade, onde o respeito aos mais experientes é fundamental para a formação e o caráter. “Na capoeira, o mais velho tem o conhecimento e a experiência e nós prezamos muito estes valores e estes ensinamentos eles levam para a vida toda e se tornam melhores como seres humanos”, argumentou Bola Sete.

Mesmo sendo também considerada como uma luta, em sua avaliação, o grande ensinamento da capoeira é o respeito às diferenças. “Trabalhamos com a igualdade e a tolerância, para que haja respeito pelas pessoas independentemente de suas escolhas, convicções e limitações”, pontuou.

Entretanto ele destacou que a sociedade precisa valorizar mais a cultura do país, pois, a capoeira é uma arte genuinamente brasileira e muitas vezes é mais valorizada no exterior. “Mas, o meu grande desejo é que a capoeira faça parte dos currículos escolares, que a criança e o jovem pratiquem nas escolas e com isso, aprendam os valores ensinados com este esporte”, destacou.

Mestre Bola Sete é o fundador do grupo em Várzea Paulista
Mestre Bola Sete é o fundador do grupo em Várzea Paulista

30 anos do Capoeira Brasil

Mestre Bola Sete salientou que o Grupo Capoeira Brasil nasceu em 1989 no Rio de Janeiro sendo fundados pelos mestres Sabiá, Neco e Paulão com a finalidade de resgatar a capoeira na sua essência, levando arte e cultura aos praticantes e um dos grandes diferenciais nestes 30 anos é seu caráter social com muitos projetos voltados aos jovens, dando-lhes a oportunidade de praticar uma atividade saudável. “Em Várzea Paulista, estes projetos são desenvolvidos em escolas e entidades pelo grupo Associação e Expressão”, destacou o mestre Bola Sete.

Roda de capoeira mostra a energia desta arte
Roda de capoeira mostra a energia desta arte

Quem quiser conhecer mais sobre a capoeira e o trabalho do Capoeira Brasil pode acessar as redes sociais ‘capoeira brasil mestre bola sete’ ou fazer uma visita a sede do grupo que fica na Rua Rabelo Portella, 132, Jardim Maria de Fátima em Várzea Paulista.

Leia também

Campo Limpo investe em 4 novos ônibus para transporte escolar

A Secretaria de Educação prevê que esses novos carros atenderão linha no lugar de empresa, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com