Home / Destaque / AUJ apresenta pautas de reivindicações ao Governo do Estado, Várzea Paulista pede pela Marginal

AUJ apresenta pautas de reivindicações ao Governo do Estado, Várzea Paulista pede pela Marginal

Audiência pública define pautas de reivindicações da região para fazer parte do orçamento estadual e trazer grandes investimentos para a região

Na última sexta-feira (14), ocorreu à audiência pública da LOA, Lei Orçamentária Anual estadual para 2018, para a região de Jundiaí. O evento, que aconteceu no auditório da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Jundiaí, é promovido pelo Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Planejamento e Gestão.

O assessor da Secretaria de Planejamento Estadual, Dr. Maurício Hoffman, apresentou didaticamente como é formado o orçamento de um Estado gigantesco como São Paulo, demonstrando com números as dificuldades de construir um orçamento tão complexo. “Elaborar um orçamento é complicado e requer senso de prioridades, mas estas prioridades devem partir da própria sociedade, por isso que o planejamento orçamentário requer essas audiências públicas. Isso faz parte da Lei de Responsabilidade Fiscal e garante transparência e participação da população. O momento político e financeiro é conturbado, mas vamos olhar para frente e trabalhar.” Disse Hoffman na abertura do evento.

Reivindicações do Aglomerado Urbano

Depois de apresentado o formato do orçamento, Maurício Hoffman abriu espaço para as oitivas de reivindicações, onde o Gestor de Governo e Finanças, e também de Educação, de Jundiaí, José Antônio Parimoschi, representando o prefeito Luís Fernando Machado, apresentou as cinco pautas definidas entre os prefeitos nas reuniões do AUJ.

A principal pauta colocada para o Orçamento Estadual diz respeito ao credenciamento do Hospital São Vicente de Paulo no programa Santa Casa Sustentável, sendo assim contemplado com um volume maior de repasse estadual e reduzindo o pesado custo de mais de R$185 milhões por ano para o município de Jundiaí.

A segunda pauta é a implantação do cinturão de vídeo monitoramento eletrônico nas sete cidades que formam o Aglomerado Urbano, melhorando a percepção de segurança que é uma grande preocupação de toda a população da região.

A construção de uma nova sede do IML (Instituto Médico Legal), a aquisição de 30 novas viaturas e a construção de uma nova sede operacional para o Corpo de Bombeiros, completam as pautas reivindicadas junto ao Estado no orçamento de 2018.

Várzea Paulista pediu atenção à marginal

Estiveram presentes membros dos governos dos sete municípios que formam o Aglomerado Urbano de Jundiaí, sendo que o prefeito Juvenal Rossi foi representado pelo Gestor de Planejamento e Inovação, David Alexandre. Em sua fala, David apresentou uma importante reivindicação de toda a população da região, não só da cidade de Várzea Paulista. “Nós pedimos que o governo do estado priorize investimentos na Marginal do rio Jundiaí, pois com melhor manutenção, nós podemos garantir segurança e conforto aos cidadãos. Esse é um investimento que não gera custeio, pelo contrário, resulta em economia, pois fomenta o desenvolvimento de toda a região.” Disse.

Varzea audiencia2

Todas as pautas apresentadas serão encaminhadas às respectivas secretarias estaduais para avaliação de viabilidade e prioridade dentro do alinhamento das políticas públicas do Governo do Estado.

Leia também

Idosos com prazo para segunda dose contra Covid-19 devem esperar antes de tomar vacina contra Influenza

Idosos que receberam a primeira dose de vacina AstraZeneca contra a Covid-19 entre os dias …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com