Home / Destaque / Caldeirão político e crise de gasolina em Lara: O que o Corinthians está encontrando na Venezuela

Caldeirão político e crise de gasolina em Lara: O que o Corinthians está encontrando na Venezuela

A delegação do Corinthians desembarcou na manhã desta terça-feira em Barquisimeto, na Venezuela. O voo até o país vizinho foi em avião fretado pelo clube. O Timão enfrenta o Deportivo Lara na quinta-feira (30), pela segunda fase da Copa Sul-Americana. Mas, a visita do Corinthians à Venezuela está cercada de fatores que extrapolam o futebol.

A crise humanitária resultante do comando de Nicolás Maduro mergulhou o país em uma série de dificuldades: racionamento de água, apagões de energia e falta de combustível, por exemplo, além de uma disputa política inflamada. A cidade de Barquisimeto, onde o Corinthians desembarcou, foi visitada por Juan Guaidó, líder de oposição que autoproclamou-se presidente interino do país no último final de semana.

A presença de Guaidó na região não escapou das consequências do caos estrutural pelo qual passa a Venezuela: no sábado, uma queda de energia interrompeu o hino nacional que precedia um de seus discursos, a 50 quilômetros de Barquisimeto. A capital do estado de Lara também sofre com apagões, além de interrupções no abastecimento de água e escassez de combustível.

O regime alega que a falta de combustível no país é resultado de sanções econômicas dos Estados Unidos, por isso há problemas de abastecimento. Especialistas apontam que, ainda que a Venezuela esteja sobre a maior reserva de petróleo do mundo, depende de importações porque não tem a tecnologia adequada para refinar a matéria-prima e transformá-la em gasolina ou gás.

Daí se explica em grande parte a escassez de combustível. Também há influência nas quedas de energia, visto que o regime de Maduro usa diesel para gerar eletricidade. Somam-se a isso fatores como falta de recursos humanos e manutenção ineficaz, que deixam o sistema de energia venezuelano à beira do colapso.

Todo este cenário faz o Corinthians tratar a estadia no país vizinho com grande cautela. Além de fretar o voo para a Venezuela, o clube também levou na bagagem tudo o que pretende consumir enquanto estiver fora do Brasil. A delegação deve passar os próximos dias dentro do hotel em que está hospedada, saindo apenas quando necessário, visto que os atletas estão concentrados e a região não tem grande apelo turístico.

Deportivo Lara (VEN) e Corinthians entram em campo às 17 horas (de Brasília) desta quinta-feira para definir quem avança à terceira fase da Sul-Americana. O Alvinegro abriu vantagem de 2 a 0 no jogo de ida, disputado em Itaquera, e pode até perder por um gol de diferença na Venezuela que ainda assim passa de fase.

Fonte: UOL Esporte

Leia também

Titulares das pastas de Assistência Social na região fazem reunião de alinhamento

As secretárias e gestoras das pastas de Assistência Social de Municípios que integram a Região …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com