Home / Destaque / Calico traz 12 anos de experiência em gestão pública para Campo Limpo Paulista

Calico traz 12 anos de experiência em gestão pública para Campo Limpo Paulista

“Ele é pré-candidato a prefeito e tem como bases de seu plano de governo, a transparência, gestão dos recursos públicos com eficiência, participação social e valorização do funcionalismo”

“Ele é pré-candidato a prefeito e tem como bases de seu plano de governo, a transparência, gestão dos recursos públicos com eficiência, participação social e valorização do funcionalismo”

Atual pré-candidato a prefeito por Campo Limpo Paulista pelo Partido Trabalhista Cristão (PTC), Carlos Teixeira da Silva, o Calico, como é conhecido, começou sua vida pública em 2008 em Várzea Paulista, ainda no governo do ex-prefeito Eduardo Tadeu Pereira, como coordenador do ‘Orçamento Participativo’, cuja experiência o faz enfatizar que a participação da sociedade nas decisões do governo, só acontece se administração for transparente, para Campo Limpo avançar e compensar essa década perdida é fundamental uma gestão totalmente transparente.

Em 2013, já na gestão do prefeito Juvenal Rossi, Calico atuou diretamente no gabinete do prefeito em vários cargos, o que lhe permitiu acompanhar de perto, ações administrativas importantes. Porém, foi a partir de 2016, quando assumiu o cargo de secretário de Gestão Pública, que ele pôde agregar os conhecimentos necessários para uma boa gestão pública. “A trajetória de Várzea Paulista é que me anima a concorrer ao cargo de prefeito em Campo Limpo Paulista, pois, quando o prefeito Juvenal assumiu, o município tinha uma dívida de R$ 25 milhões com fornecedores em curto prazo, R$ 31,8 milhões com o FUSSBE (Fundo de Seguridade Social e Beneficiária dos Funcionários Públicos de Várzea Paulista), Além de outros financiamentos a longo prazo de cerca de R$ 35 milhões, somando mais de R$ 90 milhões de dívidas, deixar o município em ordem foi o maior desafio”, enfatizou Calico, destacando que isso só foi possível graças ao empenho de toda equipe de Gestores, com o comando do Prefeito Juvenal, que Várzea Paulista pôde se levantar. “Com todos os desafios, medidas de economia, criatividade, conseguimos equacionar esta situação e levar a cidade ao patamar que se encontra hoje. E é este aprendizado e experiência que quero levar para Campo Limpo Paulista”, salientou.

Ele destaca que, pelo fato de estar no gabinete do prefeito neste período, pôde participar de todo processo da recuperação varzina, com elaboração de leis, ações de inovação para sanar dívidas, revisão de contratos, licitações transparentes. “É nesta linha que temos que administrar e aplicar estas ações em Campo Limpo com responsabilidade, criatividade e com pouco de audácia, para que tenhamos resultados positivos”, pontuou Calico.

Outro tema que o pré-candidato avalia como importante para uma boa administração é a questão da transparência, pois sem isso, não há credibilidade da população, sem credibilidade a participação social não acontece, “Em Campo Limpo, vou construir um plano de governo baseado em quatro eixos importantes. Um deles é a Transparência, pois, o cidadão tem que saber o que acontece na administração e uma das formas é remodelar o site da transparência da prefeitura que hoje é quase impossível buscar informações”, destacou.

Outro ponto importante que está em seu plano de governo é a gestão do recurso público com eficiência, como exemplo, podemos citar a aplicação na administração pública, de conceitos da iniciativa privada, uma vez que muito que se aplica na iniciativa privada é possível aplicar na gestão pública.  “Objetivo é fazer uma gestão dos recursos públicos com eficiência e eficácia oferecendo serviços públicos de qualidade, para que a população fique satisfeita com a administração pelos serviços prestados”, destaca.

Por ter atuado diretamente com orçamento participativo, Calico entende que a participação da sociedade junto a  administração pública é fundamental. “Eu diria que sem essa participação, dada a complexidade que é administrar uma cidade, é impossível para um gestor resolver todos os problemas sozinhos. Ele tem de contar com a participação social. E a sociedade tem que querer participar para fazer uma cidade melhor, todos juntos fazemos uma cidade melhor. E acredito que a população de Campo Limpo quer fazer da cidade, um local digno para viver. E neste ponto estaremos abertos ao diálogo e a participação de toda sociedade”, argumentou Calico, observando que só terá participação popular se houver transparência. “Se cada um souber onde estão sendo investidos os recursos públicos”, salientou.

Por fim, o pré-candidato Calico destacou a questão da valorização do servidor público como o quarto eixo do plano de governo. “Mas a valorização do servidor público tem de vir acompanhada de responsabilização. Hoje a maioria dos municípios gasta em torno de 50% de sua receita com a folha de pagamento. Por isso, o servidor tem de estar motivado, quer através de salário, condições de trabalho, para prestar um bom serviço ao cidadão. Existem servidores que não se encaixam sendo uma questão que precisa ser trabalhada com um RH eficiente e não somente com um Departamento Pessoal”,  apontou.

Entretanto, segundo Calico, é possível fazer com que o servidor atue com qualidade, quer seja através de treinamentos e outras formas de motivação,sendo possível melhorar qualidade dos serviços prestados, mas, ele avalia que é preciso que o servidor público seja eficiente em sua função e para isso é preciso existir um instrumento que o responsabilize pelas suas ações. “E isso passa por uma reestruturação administrativa e dentro deste conceito, vamos propor uma redução de pelo menos 50% dos cargos comissionados. Campo Limpo já não suporta mais esta situação. Precisamos ganhar tempo. É Preciso ter responsabilidade e olhar técnico para bem administrar o erário público”.

Leia também

Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

Brasileiro sem carro acha mais seguro usar bicicleta durante pandemia

Pesquisa do Datafolha revelou que 38% dos brasileiros que não têm veículo próprio acreditam que …

One comment

  1. Ou este senhor Carlito é analfabeto, ou o repórter o sacaneou na transcrição das palavras.

Deixe uma resposta para Januário Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com