Home / Economia / CDL e Sincomercio promovem ação no Centro e nos bairros de Jundiaí para comemorar a Páscoa

CDL e Sincomercio promovem ação no Centro e nos bairros de Jundiaí para comemorar a Páscoa

A época mais doce do ano terá garantia de diversão e guloseimas no Centro e em bairros de Jundiaí. Isso porque entre os dias 16 e 18 de abril, os coelhinhos da Câmara de Dirigentes Lojistas de Jundiaí (CDL) e do Sincomercio Jundiaí e Região visitarão diversos locais da cidade e distribuirão balas.

A programação da Ação de Páscoa será realizada no período das 9 às 12 horas e das 13h30 às 16h30. Os lojistas e consumidores do comércio da região central serão os primeiros a receberem a visita dos coelhinhos, a partir das 9 horas de terça-feira (16). Depois será a vez dos bairros Caxambú e Ponte São João.

Na quarta-feira (17), o coelhinho estará nos bairros Santa Gertrudes, Vila Arens e Vila Rami. E na quinta (18), a Ação de Páscoa será encerrada região central e nos bairros Vila Rio Branco, Vila Hortolândia e Eloy Chaves.

Otimismo no setor

Na avaliação de Edison Maltoni, para o comércio de chocolates, a Páscoa é considerada a data mais importante do calendário anual. “Além de aquecer a economia, o período movimenta as vendas no varejo e em lojas especializadas”, observa.

De acordo com previsões da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), as vendas do varejo voltados para a Páscoa em 2019 deverão crescer 1,5% em relação ao ano passado. O otimismo também é reforçado pelas entidades que representam os fabricantes de chocolates que projetam aumento de vendas na Páscoa deste ano, embalados pelo crescimento da produção e vendas do ano passado. Em 2018 foram produzidas mais de 11 mil toneladas de ovos e produtos de Páscoa, número 26% maior que o registrado no ano anterior.

Gastos com os preparativos

Levantamento realizado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio SP) mostra que o consumidor terá mais gastos com os preparativos para Páscoa neste ano. Isso porque a batata inglesa subiu 72,63%. Por outro lado, os preços dos chocolates aumentaram apenas 2,43%.

As informações são baseadas nos dados de fevereiro e março do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15) que apontou variação positiva de 4,18% no acumulado dos últimos 12 meses. Ainda segundo a Fecomercio, os pescados nacionais aumentaram 1,56%. Desta forma, a recomendação da entidade é buscar alternativas ao bacalhau que é importado e está sujeito a variações cambiais. As sugestões para a data são os peixes nacionais como pirarucu, abrótea, badejo, majuba, merluza e traíra, disponíveis em oferta mais abundante neste período.

Leia também

CDL Jundiaí e Sincomercio oferecem Plano de Adequação à LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor no país em agosto, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com