Home / Destaque / Colunista do JV, pastor Ismar Vieira Malta, morre aos 85 anos

Colunista do JV, pastor Ismar Vieira Malta, morre aos 85 anos

Faleceu na manhã desta sexta-feira (19), o pastor Ismar Vieira Malta, fundador da Assembleia de Deus (AD) Ministério Várzea Paulista. Nascido em 1933, o pastor Ismar dedicou praticamente toda sua vida a pregar a palavra de Deus. Era colunista do Jornal A Verdade há vários anos e sua coluna era bastante procurada semanalmente.  Ainda não se sabe as causas da morte. Deixa os filhos Adiel, Ednel, Eliel, netos e bisnetos e a esposa Dirce e demais demais familiares e amigos.

História do pastor

Ismar Vieira Malta, filho de José Vieira Malta e Maria da Luz Malta, (em memória) Nascido em Guiaianaz, município de Pederneiras- SP. Torneiro mecânico formado pela Escola SENAI na cidade de Bauru-SP no inicio da década de 50.

No dia 05 de outubro de 1950, com 17 anos de idade entrou pela primeira vez na Igreja Assembléia de Deus em Guaianaz e nesse dia aceitou a Cristo como seu suficiente Salvador, fazendo propósito de servir a Deus por toda sua vida em obediência aos ensinos bíblicos mesmo com todas as lutas e fraquezas normais desta vida tem permanecido em seu propósito diante de Deus. Até a sua morte, registrada nesta sexta-feira (19), aos 85 anos seguiu firme em sua luta esperando a volta de Jesus Cristo para levar os fiéis para a glória.

No dia 10 de maio de 1953 casou-se com Dirce Biazin e deixando Guaianaz foram morar em Dois Córregos. Em 1954 mudou-se para Marília, onde trabalhou por 14 anos na Companhia Paulista de Estradas de Ferro. Nessa época a Igreja Assembleia de Deus em Marília era pastoreada pelo Pastor Francisco dos Santos (em memória) que o convidou para ingressar no ministério local como cooperador iniciando assim sua carreira ministerial.

Em 1955 o Pastor Ismar foi separado para servir na Obra do Senhor como diácono. Em 1959 ele mesmo como diácono foi dirigir a Igreja Assembleia de Deus em Pompéia-SP à Rua Washington Luiz nº 11. Na no inicio da década de 60 foi separado para servir como presbítero.

Em junho de 1971 deixou aquela região, vindo morar em Jundiaí-SP, passando a cooperar com o Pastor Elyseu Queiros de Souza. Na direção do Pastor Eliyseu, em 1972 Ismar dirigiu a Igreja no Bairro Jardim do Lago, indo posteriormente dirigir a igreja na Av. Duque de Caxias em Várzea, época que ele iniciou e terminou a construção do templo na Rua Vitório Spinucci 28, no Jardim Promeca. Inaugurado o templo foi dirigir a Igreja no Bairro do Retiro em Jundiaí e no dia 26 de setembro de 1979 foi ordenado ao santo ministério como Pastor ordenação realizada pelo Pastor Cícero Canuto de Lima no Belenzinho em São Paulo.

Em 1980 voltou para Várzea Paulista indo dirigir a igreja na Rua São Paulo 220 Vila Santa Terezinha, onde permaneceu até 1984, quando por motivos alheios à sua vontade solicitou carta de mudança para a igreja do Belenzinho em São Paulo, que foi concedida e assinada pelo Pastor Elyseu. Em São Paulo permaneceu pouco tempo solicitando carta de mudança para o Ministério de Madureira, que foi concedida e assinada pelo Pastor José W. Bezerra da Costa.

AD Várzea paulista

Madureira aproveitando o recebimento do Pastor Ismar alugou dois salões dando abertura do trabalho em Várzea no dia 01/05/1984 na Rua Vitório Spinuce. Deixando a mesma sob a direção do Pastor Ismar que no meio de lutas e sofrimento, pois a igreja nada tinha a não ser um pequeno grupo de irmãos que se reunião em salões que foram alugados e sem ajuda de quem quer que seja a luta era sem duvida muito grande. Mas Deus abençoou e a igreja cresceu se estabilizou construiu seis templos na cidade.

No ano de 2001 o Ministério local juntamente com a Igreja optaram pela sua independência permanecendo como Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Várzea Paulista. Hoje a igreja tem paz e comunhão com as igrejas aqui mencionadas e está ligada a CGADB como estão as demais igrejas Assembleias de Deus.

No dia 30/01/2010 em Assembleia Geral da Igreja, convocada pelo Pastor Ismar para eleição da diretoria para o biênio 2010/2012 e como o pastor já tinha tratado em reunião de obreiros que ele não pretendia continuar na presidência, voluntariamente passou o cargo para o Pastor Antônio Augusto de Araújo que já cooperava na igreja alguns anos. Mas em nenhum momento deixou sua missão e há vários anos escrevia semanalmente para o Jornal A verdade. (Fonte página oficial do pastor – pastorismarmalta.com.br )

 

Leia também

Confira o cronograma após antecipação de prazo para segunda dose da Pfizer

Após antecipação feita pelo Governo do Estado, de 12 semanas para oito semanas, varzinos já …

2 Opinião

  1. obrigado pela homenagem ao meu avô. ELE foi um grande homem, humilde, simples, e Cheio de Deus.

  2. Obrigado por homenagearem meu avô. ELE foi um grande homem, simples e Cheio de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com