Home / Destaque / Economia do futuro: Jundiaí é destaque na revista Exame

Economia do futuro: Jundiaí é destaque na revista Exame

As ações ambientais para reduzir as emissões dos gases de efeito estufa (CO2), previstas nas metas de longo prazo do município de Jundiaí, foram destaque na revista Exame (página 102), cuja edição de novembro passado – o Especial Guia Exame de Sustentabilidade – trouxe como tema “A Economia do Futuro “. A matéria destacou o estudo “Jundiaí: visão para uma cidade mais sustentável”, realizado em parceria com a Siemens, com o uso da City Performance Tool (Ferramenta de Desempenho das Cidades), que consolidou a cidade como uma das únicas no mundo a ter esse tipo de relatório.

O estudo teve início em março de 2018 e o levantamento dos dados ficou a cargo da Unidade de Governo e Finanças (UGGF). O gestor da unidade, José Antônio Parimoschi, ressaltou a importância do reconhecimento das iniciativas, que são prioridade da administração Luiz Fernando Machado. “Jundiaí tem como meta reduzir 44% das emissões de gases de efeito estufa até 2050; trata-se de uma proposta ousada e rara entre os municípios brasileiros. Estamos planejando a cidade do futuro com ações que já estão em andamento hoje, como por exemplo a troca do parque de iluminação pública por lâmpadas de LED, que são mais eficientes. Tem uma PPP – parceria público-privada em andamento neste momento”.

 

Divulgado em 2019, o estudo traz uma simulação do impacto de cenários de ações do poder público em termos de emissões de gases de efeito estufa. Na ocasião, a Siemens divulgou todas as cidades que possuem o relatório City Performance Tools; nas Américas, além de Jundiaí, são apenas Minneapolis, Mississauga, Toronto, Boston, New Bedford, New York, Washington DC, Charlotte, Riverside, Los Angeles, San Francisco, Portland, Mexico City e Buenos Aires. Além das Américas, também contam com o relatório as cidades de Aarhus (Dinamarca), Helsinque, Haia, Berlim, Copenhagen, Nuremberg, Stuttgart, Viena, Munique, Madri, Gent e Belgrado, na Europa; e, na Ásia, Qingdao, Quhan, Nanjing, Ningbo, Shenzhen, Seul e Guangzhou. No total, são 35 cidades em todo o mundo.

O resultado do City Performance Tool não só identificou quais seriam as melhores soluções para Jundiaí atingir suas metas de sustentabilidade, como também comprovou que a implementação de tais medidas poderia acarretar impactos socioeconômicos positivos. Entre as soluções avaliadas pela ferramenta estão a implantação de iluminação orientada à demanda em edifícios públicos, o uso de LED na iluminação viária, ampliação do número de ciclovias e uso de ônibus elétricos na frota.

Para o gestor da UGGF, haverá benefícios econômicos e também para a qualidade de vida das pessoas à medida que as soluções forem sendo implementadas ao longo dos próximos anos. “A partir do momento que a cidade emite menos gases poluentes e nocivos à saúde, as pessoas ficarão menos doentes e isso vai gerar economia de recursos. Ao gastar menos com a saúde, é possível investir mais em outras áreas”, afirmou.

Jundiaí tem participado das discussões sobre essa pauta ambiental nos principais fóruns mundiais. O município integra a rede latino-americana de Cidades das Crianças e, recentemente, o prefeito Luiz Fernando Machado esteve na Holanda participando de um encontro com lideranças de cidades desenvolvidas do mundo todo preocupadas com os efeitos climáticos. “Dentre os principais projetos voltados para a primeira infância, como as brincadeiras ao ar livre e em meio à natureza, que despertam os sentidos de preservação e de convivência, além de incentivar a prática de atividades físicas e que também ajudam a potencializar o aprendizado das crianças, Jundiaí apresentou os seus compromissos com relação à sustentabilidade para os próximos 30 anos. Todos os líderes presentes estão comprometidos com metas de redução dos gases de efeito estufa em suas respectivas cidades e países”, destacou o prefeito.

Leia também

Ansiedade pode afetar segurança e causar acidentes no trânsito

O Brasil é o país mais ansioso do mundo e também o que mais se …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com