Home / Destaque / Em Várzea Paulista, vacina contra HPV para meninos está disponível nas UBSs

Em Várzea Paulista, vacina contra HPV para meninos está disponível nas UBSs

A Prefeitura de Várzea Paulista informa que as Unidades Básicas de Saúde de Várzea estão preparadas para a vacinação contra o HPV em meninos. Conforme orientação do Ministério da Saúde, meninos de 12 e 13 anos devem ser imunizados contra a doença – duas doses da vacina são aplicadas, com um intervalo de seis meses entre elas.

Também receberão as doses as meninas que tiverem chegado aos 14 anos sem tomar a vacina ou que não tiverem completado as duas doses indicadas. A faixa etária das meninas continua dos 9 aos 13 anos.

O Brasil é o primeiro país da América do Sul e o sétimo do mundo a oferecer a vacina contra o HPV para meninos em programas nacionais de imunizações. A faixa etária será ampliada, gradativamente, até 2020, quando serão incluídos os meninos entre 9 e 13 anos.

Para receber a dose da vacina, basta comparecer à Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência, com a carteira de vacinação e documento pessoal. As UBSs do município funcionam de segunda a sexta-feira, das 7 às 16 horas.

HPV para meninos
O esquema vacinal para os meninos contra HPV é de duas doses, com seis meses de intervalo entre elas. Para os que vivem com HIV, a faixa etária é mais ampla (9 a 26 anos) e o esquema vacinal é de três doses (intervalo de 0, 2 e 6 meses). No caso dos portadores de HIV, é necessário apresentar prescrição médica.

A estratégia tem como objetivo proteger contra os cânceres de pênis, garganta e ânus, doenças que estão diretamente relacionadas ao HPV. A definição da faixa etária para a vacinação visa proteger as crianças antes do início da vida sexual e, portanto, antes do contato com o vírus.

HPV para meninas
Nas meninas, o principal foco da vacinação é proteger contra os cânceres de colo do útero, vulva, vaginal e anal; lesões pré-cancerosas; verrugas genitais e infecções causadas pelo vírus.

(Fonte: Prefeitura de Várzea Paulista)

Leia também

Denúncia de queimada irregular pode ser realizada pelo APP Jundiaí

Em reunião da Comissão Técnica Permanente da Lei de queimadas 8.858/17, realizado de modo on-line …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com