Home / Cultura / Espetáculos no Polytheama tratam do consumo consciente de água para alunos da rede municipal

Espetáculos no Polytheama tratam do consumo consciente de água para alunos da rede municipal

Apresentação foi toda acompanhada por tradutor de Libras no palco

As irmãs gêmeas Marina e Rachel Franco, de dez anos, usam a água de forma consciente: além do banho rápido, elas desligam o chuveiro enquanto lavam o cabelo. Esse respeito com o meio ambiente as irmãs aprenderam em casa e nas aulas da professora Mileane Secatto do 5º ano na escola em que estudam, a Emeb Marcos Gasparian, no Centro. “Somente 3% de toda a água do mundo é potável, por isso precisamos economizar”, explicam, com o dado na ponta da língua.

Sobre esse tema, os alunos da escola da Marina e da Rachel e também da Emeb Professora Judith Almeida Curado Arruda, do Cidade Nova, acompanharam na manhã desta quarta-feira (22) a peça “Acabou a água do mundo, e agora?”. Com tradução simultânea em Língua Brasileira de Sinais (libras), o espetáculo teatral infantil será apresentado em quatro sessões, também nesta quinta-feira (23), para um total de 800 alunos de diversas escolas da rede municipal de ensino. Tratando do desperdício de água e de suas consequências, a peça narra a conscientização ambiental pela qual passam os irmãos Tonico e Tinoco quando descobrem que a água do mundo acabou, inclusive para beber e para os cuidados preventivos à Covid – 19.

O gestor da Unidade de Cultura, Marcelo Peroni, reforça a importância da atividade como formação a partir de uma atividade cultural. “Além de tratar de um tema importante e atual no contexto hídrico, a atividade é mais uma realização da plataforma de Educação e Cultura, oferecendo um espetáculo teatral em um de nossos equipamentos culturais para os alunos da rede municipal de ensino”

Para a gestora da Unidade de Educação, Vastí Ferrari Marques, o espetáculo ficará gravado na memória dos alunos. “A cultura, em suas diferentes artes, é muito importante no processo de aprendizagem dos estudantes. A vivência de ir ao Polytheama e assistir a um espetáculo de tão boa qualidade irá fazer parte da memória dos nossos meninos e meninas. O desemparedamento não é estar apenas fora da sala de aula e sim participar de atividades que tragam experiências significativas para as crianças”.

Os espetáculos são uma produção Rekriarte com co-produção da D’Color, e foram viabilizados pelo Programa de Ação Cultural (ProAC), da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa, com patrocínio das empresas Continental Pneus e Usinagem JJ.

A diretora-geral da Rekriarte, Roberta Melo, explica a escolha pelo Município para a realização das apresentações. “Jundiaí é uma referência e exemplo no cuidado com a água e estão sediadas no Município as empresas patrocinadoras. E por se tratar de um projeto contemplado em lei de incentivo, prezamos sempre pelas apresentações para os alunos de escolas públicas”.

Dois atores e uma atriz, fantasiados e maquiados sobre palco de teatro, com homem no canto do palco fazendo gestos com as mãos, e na parte inferior da foto silhuetas de cabeças de crianças sentadas em auditório assistindo à apresentação

 

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com