Home / Destaque / GESTÃO AMBIENTAL – Louveira recebeu 1,5 mil mudas nativas doadas pelo Consórcio PCJ para reflorestamento de áreas de preservação

GESTÃO AMBIENTAL – Louveira recebeu 1,5 mil mudas nativas doadas pelo Consórcio PCJ para reflorestamento de áreas de preservação

Entre as mais de 40 espécies estão Cedros Rosa, Jerivás, Jatobás, Araçás Roxo, entre outras

A Prefeitura de Louveira recebeu, desde o início de 2021, 1.500 mudas de árvores nativas doadas ao município pelo Consórcio PCJ (Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí). Na cidade, as mudas são utilizadas para reflorestamento de áreas de preservação permanente banhadas pelo Rio Capivari, no PSA (Programa de Pagamentos por Serviços Ambientais), entre outros projetos.

O acordo de Cooperação Técnica firmado com o Consórcio PCJ tem como objetivo a recuperação de mananciais que abrangem as áreas dos rios. Louveira e outros municípios participantes cooperam entre si para o desenvolvimento e implementação de programas, projetos e ações voltadas para o reflorestamento ciliar das bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí.

De acordo com a Secretaria de Gestão Ambiental, as plantas recebidas em Louveira são do Viveiro Municipal de Piracicaba, que faz parte do Consórcio PCJ.

Entre as mais de 40 espécies de mudas nativas que foram recebidas, estão:
Cedros Rosa
Jerivás
Jatobás
Araçás Roxo
Ingás
Aroeiras
Canafistulas
Embaúbas

Consórcio PCJ
O Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí é uma associação de direito privado sem fins lucrativos, composta por municípios e empresas, que tem como objetivo a recuperação dos mananciais de sua área de abrangência.

A base do trabalho da entidade está na conscientização de todos os setores da sociedade sobre a problemática dos recursos hídricos da região, no planejamento e no fomento às ações de recuperação dos mananciais.

Fundado em 13 de outubro de 1989, o Consórcio atua com independência técnica e financeira.

A entidade arrecada e aplica recursos em programas ambientais. O poder de decisão cabe ao Conselho de Consorciados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com