Home / Brasil / Protesto de caminhoneiros continua mesmo após acordo com governo

Protesto de caminhoneiros continua mesmo após acordo com governo

Mesmo após firmar acordo com o governo na noite de quinta-feira (24), os protestos dos caminhoneiros continuam nesta sexta-feira (25) pelas rodovias estaduais e federais em todas as unidades federativas do País. Além da falta de combustível nos postos, a paralisação já afeta o abastecimento de mercadorias em alguns supermercados, que começaram a limitar a compra de produtos. Na região de Jundiaí os postos de combustíveis estão fechados aguardando o recebimento de combustíveis.

Pelo texto, entidades de caminhoneiros se comprometem a apresentar termo de acordo aos manifestantes. Ministro diz acreditar que, com isso, movimento começará a ser ‘desativado’.

Após uma reunião de mais de seis horas com representantes de entidades de caminhoneiros, os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Carlos Marun (Secretaria de Governo), Eduardo Guardia (Fazenda) e Valter Casimiro (Transportes) anunciaram na noite desta quinta-feira (24) a proposta do governo de um acordo para a suspensão da paralisação da categoria, que há quatro dias provoca bloqueios de rodovias e desabastecimento em todo o país.

Pelo texto do acordo, os representantes das entidades de caminhoneiros que participaram da reunião (à exceção de um) se comprometeram a “apresentar aos manifestantes” os termos do acordo. Questionado se, com o anúncio, haverá normalização da situação, Padilha disse acreditar que a “qualquer momento” o movimento dos caminhoneiros começará a ser “desativado”.

sem unnimidade

A decisão de suspender a paralisação, porém, não é unânime. Das onze entidades do setor de transporte, em sua maioria caminhoneiros, que participaram do encontro, uma delas, a  Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), que representa 700 mil caminhoneiros, recusou  a proposta. O presidente da associação, José Fonseca Lopes, deixou a reunião no meio da tarde e disse que continuará parado.

(G-1 e Agencia Brasil)

Leia também

Com 116 mil doses aplicadas, vacinação em Jundiaí segue sem interrupção, com organização e planejamento

A vacinação contra a COVID-19 em Jundiaí teve início em 21 de janeiro. Desde então, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com