Home / Destaque / Grávida de 44 anos morreu por febre maculosa em Jundiaí

Grávida de 44 anos morreu por febre maculosa em Jundiaí

Uma grávida de 44 anos morreu por febre maculosa ao dar entrada no Hospital Universitário de Jundiaí (SP). A informação foi confirmada pela prefeitura na tarde desta quinta-feira (7).

A paciente Catarina dos Santos foi socorrida no começo de setembro deste ano com um quadro de infecção “inespecífica” e foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu.

Amostras de sangue foram colhidas e encaminhadas para o Instituto Adolfo Lutz. Em nota, a Unidade de Gestão de Promoção da Saúde informou que a doença foi apontada no laudo.

A paciente, segundo a prefeitura, era moradora do bairro Vista Alegre. A partir da notificação, foram iniciados trabalhos de rastreamento epidemiológico para identificar os locais de contaminação, além de análises sobre a presença de carrapatos e capivaras.

De acordo com a prefeitura, a Vigilância Epidemiológica de Zoonoses registra 38 notificações de suspeita para a doença em Jundiaí, sendo que 10 casos aguardam resultado de exames. No ano de 2018 foram registrados dois casos sem morte.

A pasta orienta que a população adote medidas preventivas como evitar circular por áreas de risco de ocorrência dos carrapatos.

Febre maculosa
A doença é provocada por uma bactéria transmitida por carrapatos-estrela. O período de incubação em humanos, tempo da picada até os primeiros sintomas, varia de 2 a 14 dias.

A febre maculosa pode ser curada e tem como sintomas a febre de 2 a 3 semanas, dor de cabeça, dores no corpo, calafrios e manchas na pele.

(Fonte: G1)

Leia também

enfeites_natalinos_18-7

Oficina ensinará a confeccionar enfeites para o Natal em Jundiaí

O Fundo Social de Solidariedade de Jundiaí (SP) abriu inscrições, nesta quinta-feira (14), para a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com