Home / Destaque / Inverno: especialista do HSV esclarece dúvidas com a chegada da nova estação

Inverno: especialista do HSV esclarece dúvidas com a chegada da nova estação

A época mais fria do ano chegou e está é a hora de separar os casacos, cachecóis e cobertores para enfrentar quedas ainda mais bruscas na temperatura. Além de proteção contra o frio, também é preciso estar atento às mudanças necessárias na rotina e cuidados com a saúde no inverno. O médico pneumologista do Hospital de Caridade São Vicente de Paulo (HSV), Dr. Eduardo Leme, esclarece algumas das principais doenças acometidas nesta época do ano, além de dicas de prevenção e cuidados com a saúde.

Dr. Leme explica que durante o inverno, os maiores níveis de poluentes no ar costumam irritar as vias respiratórias com mais frequência e, nessa estação, ocorre a inversão térmica, quando uma camada de ar fria acaba descendo à superfície terrestre e retendo os poluentes. O ar frio também atua como irritante das vias aéreas, o que acarreta mais sintomas alérgicos, como a falta de ar e a coriza.

Quem sofre com alergias e doenças como rinite, sinusite, bronquite asmática e asma, tem que redobrar a atenção. E não se pode abrir mão da proteção contra gripes e resfriados, especialmente a covid-19, que permanece fazendo vítimas. Alguns dos sintomas comuns são coriza, tosse, espirros e inflamações de garganta, apresentando irritação com muita sensibilidade nesta região, e nas vias respiratórias do pulmão, espasmos dos brônquios, sendo proveniente em pacientes que possuem bronquite asmática.

O especialista recomenda que em quadros de pacientes sintomáticos, é importante que procurem por atendimento clínico, e em casos mais críticos, a procura de um especialista pneumologista ou otorrinolaringologista. “Podemos tratar estas enfermidades a partir de medidas preventivas, com o auto-cuidado, utilizando medicações prescritas pelo médico e realizando assim o tratamento adequado, e também a higienização das mãos, por exemplo, que podem ser transmissores de vírus e bactérias”, diz.

O médico ainda explica que durante essa época do ano é normal a pele desidratar devido às baixas temperaturas e o clima seco. Esse tipo de problema faz com que a pele se torne mais sensível, podendo desencadear dermatites e até psoríases. “A pele, por exemplo, fica mais ressecada do que o normal, pois transpiramos menos e usamos a água mais quente na hora do banho. A hidratação é fundamental para evitar tais enfermidades. Não somente ingerir bastante líquidos, como água, sucos e chás, mas também aderir o uso de hidratantes corporais e faciais, tornando este um hábito em nosso dia a dia que nos auxilia na proteção e cuidado com a pele”, esclarece.

“Uma alimentação saudável com frutas, legumes, verduras e proteínas e a prática de atividades físicas também são atitudes essenciais para manter o organismo forte e assim, aumentar o sistema de defesa. Além disso, é importante destacar que a prática de atividades físicas como caminhadas e corridas em horários de muito trânsito devem ser evitadas devido a inalação de gases poluentes, estimulando mais uma vez malefícios respiratórios”, informa o especialista.

“É recomendável evitar aglomerações que favorecem a transmissão de vírus e bactérias, visto que assim como existem doenças virais nesta época do ano, a citar, gripe e resfriados, a utilização da máscara de proteção é fundamental para diminuirmos a propagação de tais vírus, incluindo a covid-19, visando diminuir o estimulo dessa propagação e protegendo assim, a saúde de todos”, ressalta.

Estas são algumas atitudes e recomendações essenciais para evitarmos contrair doenças nesse período. Para finalizar, o médico esclarece uma atual dúvida: Protetor solar no inverno – Por que é essencial? – “Sim, é essencial! No inverno, temos uma maior exposição aos raios solares maléficos para a pele, então, da mesma forma que no verão devemos nos proteger, no inverno também, principalmente horários após às 10h da manhã até às 16h da tarde. Independente da estação do ano, devemos sempre utilizar protetor solar, lembrando que mesmo aqueles que trabalham em ambientes fechados, de certa forma não se expondo ao sol, a exposição à radiação da luz branca, também é prejudicial à pele”, finaliza o médico.

Leia também

Festival Gastronômico é destaque na programação de férias em Campo Limpo Paulista

A Secretaria de Cultura e Turismo preparou uma grande atração para o mês de julho …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com