Home / Destaque / Jundiaí vence premio nacional com programa ‘Clínica da Família’

Jundiaí vence premio nacional com programa ‘Clínica da Família’

A Clínica da Família, modelo resolutivo de atendimento em saúde implementado pela Prefeitura de Jundiaí, em dezembro de 2018 no Novo Horizonte, já colhe os resultados e reconhecimento pela inovação e eficiência praticadas com o sistema baseado na Estratégia de Saúde da Família (ESF) acrescido de exames de diagnósticos. O modelo receberá o Prêmio InovaCidade, que será entregue durante o SmartCity Business Brazil Congress & Expo, entre os dias 22 a 24 de julho, no Transamérica Expo Center, em São Paulo. “O reconhecimento nacional da Clínica da Família, com a premiação em um evento consagrado, mostra que os investimentos e esforços foram feitos na direção certa. Saúde sempre foi prioridade para a nossa gestão. Organizamos e pagamos as dívidas herdadas e investimentos em inovação, resolutividade, humanização e acolhimento para implementar um modelo de atendimento resolutivo para a população do Novo Horizonte, e que será usado para a expansão para as demais regiões da cidade”, ressalta o Prefeito Luiz Fernando Machado.

Para o gestor da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), Tiago Texera, o sistema baseado em Estratégia de Saúde da Família (ESF) é a meta a ser seguida para na expansão, qualificação e humanização do atendimento em Jundiaí. “Com a implantação da Clínica da Família, o Novo Horizonte passou a ter um atendimento em atenção básica resolutivo, ou seja, das 4 mil consultas/mês e 10 mil procedimentos, 80% deles são resolvidos no próprio equipamento”, detalha.

Clínica da família 2

Essa mudança de conceito de atendimento só foi possível com a inclusão dos exames de análises clínicas, eletrocardiograma, ultrassom e raio-x no espaço, implantação de oito equipes completas de ESF, além dos programas ‘Posso Ajudar’ e ‘Guardião da Saúde’, que humanizam e qualificam o atendimento oferecido às 40 mil vidas adscritas no espaço. Segundo o gestor da UGPS, a divisão do território em equipes determinam a aproximação e fidelização das pessoas ao modelo de atendimento, já que as demandas são reconhecidas pelas agentes – que estão em contato diário com a população – e encaminhadas para as equipes, que desenvolvem ações específicas para as demandas, juntamente com o atendimento do médico de Saúde da Família, que estabelece vínculo com os pacientes, favorecendo a adesão ao tratamento.

 

Leia também

Capital paulista soma 498 casos da variante Ômicron. Cidade identificou ontem 332 novos casos

A cidade de São Paulo identificou ontem (14) 332 novos casos da variante Ômicron da …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com