Home / Cultura / Qualificação profissional ajuda na busca de um novo emprego

Qualificação profissional ajuda na busca de um novo emprego

Fundos Sociais deixam de ser apenas assistencialistas e ajudam na qualificação profissional

 

Já foi o tempo em que o Fundo Social de Solidariedade (Funss) servia apenas para distribuir cestas básicas ou mesmo doar roupas para as pessoas carentes. Hoje, eles até realizam estas funções, mas, estes fundos têm atualmente, uma nova missão: o de resgatar a dignidade e a autoestima das famílias através de seu desenvolvimento social e uma das ferramentas que garante isso é a qualificação profissional através da realização de cursos profissionalizantes em diferentes áreas, muitas vezes de acordo com a vocação profissional de cada cidade ou região.

Segundo explicou a presidente do Fundo Social de Solidariedade de Várzea Paulista, Ângela Rossi, além da autoestima, os cursos ofertados pelo Funss possibilitam um incremento à renda familiar. “Muitas vezes, este novo aprendizado torna-se a principal fonte de rendimentos da pessoa”, destacou a presidente, acrescentando que além da questão profissional, os cursos também socializam os alunos que fazem amizades, trocam experiências e muitos acabam abrindo portas para outros, no mercado de trabalho.

A primeira dama destaca que em Várzea Paulista, os cursos têm sido requisitados pelos jovens e a área mais procurada é o de padaria, por ser rápido e dar um retorno financeiro em pouco tempo.

Já a presidente do Fundo Social de Solidariedade de Jarinu, Maria de Fátima Lorencini, a função do Fundo Social hoje é dar condições para terem uma vida digna, mais humana e – além disso, possibilitarem que caminhem sozinhos com um novo aprendizado. “Com os convênios assinados pelo Governo Estadual e Federal conseguimos atingir muito mais famílias e consequentemente seus filhos com os cursos profissionalizantes oferecidos pelo FSS e pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social”.

Segundo ela, os cursos são pensados de forma a envolver toda comunidade (pais, filhos, avós), enfim, pensados de maneira que chegue a todos e proporcione qualificação profissional para todos. “Porém, de um tempo para cá estamos olhando cada vez mais o mercado e buscando cursos que possa agregar um futuro promissor ao aluno”, salientou.

Em Jundiaí, o Fundo Social é presidido por Vanessa Machado. Ela conta que quando chegou ao Fundo Social de Solidariedade, em janeiro do ano passadoe conheceu a infraestrutura e a equipe da unidade, entendeu que era possível fazer mais que entregar uma cesta básica para quem tem fome ou um agasalho para quem sente frio. “Foi neste momento que eu reconheci o Fundo Social como um lugar de oportunidades para as pessoas em vulnerabilidade, um local que pudesse preparar a população e fortalecer as famílias da cidade, muitas delas bastante desgastadas pela falta de emprego, por meio da qualificação profissional gratuita em diferentes áreas”.

Segundo ela, a proposta do Fundo Social de Solidariedade de Jundiaí é oferecer ferramentas para ampliar as chances na busca por uma vaga no mercado de trabalho, aprimorar a profissão ou empreender. Mas, para conquistar um bom emprego, para ter um negócio próprio bem estabelecido e de sucesso, é preciso estar preparado, qualificado e capacitado, destaca. Ela observa que na cidade, o público é formado por homens e mulheres, de diferentes idades. Os jovens com 16 anos são os que mais procuram, mas – na maioria dos casos, as turmas são formadas por adultos e até idosos e que os cursos são programados a partir de parcerias com instituições de ensino, empresas privadas, Unidades de Gestão da Prefeitura de Jundiaí e com o Governo do Estado de São Paulo, por meio do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (Fussesp).

Endereços na região

Várzea Paulista : Rua Pedro Poloni, 36 – Centro (ao lado da Prefeitura). Mais informações sobre os cursos podem ser verificadas pelo telefone 4596-9660, de segunda a sexta-feira, das 9 às 12 horas e das 13 às 16 horas.

Jundiaí: Dentro do Parque da Uva, com acesso pela avenida Dona Manoela Lacerda de Vergueiro, s/n, portão 03, bairro Anhangabaú. Para saber sobre novos cursos, turmas, vagas e períodos de inscrições, o interessado pode entrar em contato por telefone ou pela internet, por meio da página oficial do Funss no Facebook. As informações também são divulgadas no site da Prefeitura de Jundiaí. Telefones: (11) 4521-2929, 4521-2762 e 4521- 6833. Facebook: Fundo Social de Solidariedade de Jundiaí.

Jarinu: CRAS – Rua Leão Rachmann, 11 – Centro, ou Avenida da Saudade, 70 – Jardim Saúde. Telefone (11) 4016-5634 ou 5577.

 

 

 

 

Leia também

Louveira: Biblioteca Pública reabre para empréstimo de livros depois de dois meses fechada durante a pandemia

Em função da pandemia, atendimento para a população é feito sem acesso ao interior do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com