Home / Cultura / Manifestação em favor da preservação da Serra do Mursa é adiada para o dia 23

Manifestação em favor da preservação da Serra do Mursa é adiada para o dia 23

Os organizadores do grupo ‘Movimento Mursa Vivo’ vão promover uma grande manifestação marcada para o próximo dia 23, a partir das 17 horas, em frente à Prefeitura de Várzea Paulista, que vai ‘gritar’ pelo fim da degradação da Serra do Mursa. O evento está sendo organizado por ambientalistas e simpatizantes da causa ambiental, convidando a população através das redes sociais e no boca a boca na cidade e em municípios da região. Eles chamam a atenção para a deterioração da natureza, por parte de pessoas que buscam lucro com a subdivisão de áreas para loteamentos. Com esse avanço negativo, a natureza como um todo perde, inclusive os animais.

Manifestação adiada

É Importante lembrar que a área próxima à Serra do Mursa ainda serve de corredor ecológico entre os remanescentes de mata atlântica; Serra do Japi (lado da Vila Maringá e Jardim Santa Gertrudes), Mursa (Jardim Bahia), Botujuru (Jardim Santa Paula), Francisco Morato, Pau Arcado e Atibaia (Serra da Cantareira). O meio ambiente está entrando em estado de choque.

O ambientalistas João Carlos Gonçalves (Kal) relata que o abaixo assinado em defesa da preservação da Serra do Mursa já tem mais de 2.000 assinaturas e ainda lembra que o movimento terá o apoio de várias ONGs que defendem o meio ambiente em toda região.

Serra

A Serra do Mursa está localizada na região de Várzea Paulista, Campo Limpo e Jundiaí. Em um período que todos falam sobre sustentabilidade, preservação e a possibilidade da falta de água potável no mundo em curto prazo, o vereador Giba salienta que temos uma frágil esperança de que num breve espaço de tempo a sociedade como um todo, ouça o clamor da Natureza. De um lado o interesse em proteger toda a Serra e transformá-la em uma ‘Área de Proteção Ambiental ‘( APA ) e de outro o interesse econômico, buscando o lucro imediato na subdivisão dos lotes,  sem ter a mínima preocupação preservacionista. Não tendo consciência do valioso patrimônio que ocupam e assim, desmatam e ateiam fogo.

 

Leia também

Escola Inovadora: Projeto RenovAção atende mais de 6 mil alunos e 140 multiplicadores

Foi realizada, nesta segunda-feira (28), a celebração de encerramento do terceiro ano do Projeto RenovAção, …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com