Home / Destaque / Maxi Shopping Jundiaí lança marketplace com mais 13 shoppings do País

Maxi Shopping Jundiaí lança marketplace com mais 13 shoppings do País

O Maxi Shopping Jundiaí, lança marketplace, juntamente com outros 13 shoppings do país, com o objetivo de oferecer a seus lojistas mais uma plataforma para incrementar e viabilizar as vendas e, a seus clientes, uma nova opção de compra. Convidado pela Lumine, sua parceira na área comercial, o Maxi aceitou o desafio de participar desse arrojado projeto, acreditando nos benefícios que essa iniciativa trará para seus lojistas e clientes.

A estratégia, que começou a ser esboçada muito antes da pandemia, ganhou forma com o período de “lockdown” e o isolamento social, propiciando assim a aceleração digital.  “Esse modelo de negócio cria oportunidade para lojistas de todos os portes, especialmente pequenos e médios, que muitas vezes ainda não têm um ambiente de e-commerce, participarem dessa iniciativa digital e ganharem mais um canal de vendas. Aqui no shopping, nessa fase inicial, já contamos com 24 adesões e destacamos o interesse de um grande número de outras lojas em se engajar”, afirma André Latorre Noronha, diretor do Maxi Shopping Jundiaí.

Um dos pontos importantes é que o lojista pode tirar o máximo da possibilidade de venda por meio da nova plataforma. A começar pela taxa que é muito abaixo do valor praticado no mercado. Nela, já estão incluídas as remunerações pela gestão do marketplace, operação da plataforma tecnológica, meio de pagamento e sistema antifraude. Para a equipe de vendas das lojas físicas, a vantagem está em explorar na plataforma imagens diferenciadas, com descrição dos produtos, como uma vitrine virtual, que poderá ser utilizada como oportunidade de divulgação para potenciais clientes.

O projeto engloba a integração dos ambientes on-line e off-line na jornada de compra oferecendo vantagens como rapidez na entrega e segurança na compra. O objetivo é promover a convergência entre os ambientes digital e físico dos shoppings, estendendo um atendimento que pode ter início, por exemplo, no marketplace para uma entrega presencial na loja ou no drive-thru localizado no estacionamento. O propósito é proporcionar ao cliente a possibilidade de liderar a sua própria jornada de compra, podendo escolher de onde, como e quando comprar.

Isso tudo faz sentido ao se analisar pesquisas sobre os hábitos de compra dos brasileiros. No país, as lojas online, que também contam com lojas físicas, cresceram três vezes mais que as puramente virtuais e com relação às retiradas, estudos demonstram que 67% dos consumidores que compram online preferem retirar o produto em lojas físicas.

Os números comprovam ainda que o setor de vendas on-line teve um aumento de 70% em 2020, de janeiro a novembro, o que representa 270 milhões de pedidos em milhares de lojas de todo o Brasil. “Acreditamos que é um hábito que veio para ficar e o brasileiro não vai     abandonar o hábito de comprar no meio virtual no pós-pandemia”, conclui André Latorre Noronha.

 

Leia também

Comércio Jundiaí

Fase Vermelha tem início neste sábado (6) em toda a região

 Entidades ligadas ao comércio orientam empresários a cumprir as medidas Anunciadas pelo governo do Estado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com