Home / Destaque / Mulher que ficou dois meses em coma após ser agredida recupera memória e reconhece suspeito

Mulher que ficou dois meses em coma após ser agredida recupera memória e reconhece suspeito

Um homem foi preso na manhã desta quarta-feira (2) suspeito de agredir uma mulher em Jundiaí (SP) há quase seis meses. A vítima, que foi encontrada inconsciente e gravemente ferida em abril deste ano, ficou dois meses em coma. A mulher reconheceu o suspeito após recuperar a memória.

Segundo a polícia, a vítima de 43 anos foi encontrada em uma estrada na Vila Rami, na madrugada de 8 de abril, com vários ferimentos pelo corpo, desacordada e sem documentos. Após dois dias internada, um parente a reconheceu no Hospital São Vicente de Paulo.

Segundo a polícia, a vítima ficou dois meses internada na UTI e em coma e, após recuperar a memória, reconheceu o suspeito por meio de foto.

Ela contou à polícia que foi vítima de agressão e roubo. A prisão temporária do suspeito foi decretada por 15 dias e a prisão ocorreu nesta manhã.

De acordo com a polícia, a vítima e o suspeito se conheceram em um bar na noite de 7 de abril. Quando ela voltava para casa, entre a noite e a madrugada de 8 de abril, teria sido atacada pelo suspeito.

Em uma passarela na estrada perto de onde ela foi encontrada, a polícia encontrou marcas de sangue e objetos pessoais da vítima.

(Fonte: G1)

Leia também

Capital paulista soma 498 casos da variante Ômicron. Cidade identificou ontem 332 novos casos

A cidade de São Paulo identificou ontem (14) 332 novos casos da variante Ômicron da …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com