Home / Destaque / Municípios da AUJ devem firmar convênios individuais para ajudar o Grendacc

Municípios da AUJ devem firmar convênios individuais para ajudar o Grendacc

Cada cidade vai auxiliar financeiramente conforme a disponibilidade orçamentária e realidade do município

Em uma semana, prefeitos da Aglomeração Urbana de Jundiaí (AUJ), mais o deputado Miguel Haddad se reuniram duas vezes para tentar buscar uma solução para auxiliar O Grupo em Defesa da Criança com Câncer (Grendacc), que corre o risco de fechar o Hospital da Criança, após o anúncio do Ministério da Saúde de que não vai credenciar a unidade. Com isso, houve a necessidade de os municípios que se utilizam dos serviços do Grendacc se unirem em prol da entidade.

E nesta sexta-feira (22), durante reunião ocorrida no Paço Municipal de Jundiaí foi acordada a necessidade de criação de convênios individuais para auxiliar a entidade no atendimento aos pacientes com câncer com menos de 17 anos da região, ou seja, cada cidade vai auxiliar financeiramente conforme a disponibilidade orçamentária e realidade do município. “É importante destacar que os municípios precisam construir um plano de trabalho para fundamentar os recursos no orçamento até pelo Plano Regional de Saúde, que deve ser finalizado em novembro”, lembra o gestor da Unidade de Governo e Finanças, José Antonio Parimoschi.

Em paralelo, os prefeitos se comprometeram, já na primeira reunião, em unir forças para reivindicar o apoio do Estado e do Governo Federal para a causa do Grendacc.

Custos

Atualmente Jundiaí  arca com R$ 143 mil mensais,  custeio superior ao custo dos pacientes da cidade e o repasse federal para o tratamento oncológico pediátrico mensal é de R$ 26.430 mil. O valor representa apenas 10% do custo. ”Precisamos estabelecer encaminhamentos objetivos e práticos. É um embrião de discussão de uma realidade dura, que deve ser ampliada para outras áreas. O município absorve responsabilidades que não são dele, mas não podemos deixar a população sem assistência. O convênio, mesmo que não seja no valor da totalidade do custo referente ao Grendacc, é bem-vindo”, argumenta o chefe do Executivo de Jundiaí, Luiz Fernando Machado.

Para exemplificar os custos de cada cidade da AUJ, o Grendacc apresentou planilha contabilizada  nos últimos 40 dias. Os pacientes de Jundiaí custaram R$ 118 mil entre agosto e setembro; Itupeva – R$ 44,5 mil, Cabreúva – R$ 40,5 mil, Campo Limpo Paulista – R$ 29,7 mil, Louveira – R$ 13,2 mil, Várzea Paulista – R$ 12,9 mil e Jarinu – 2,5 mil. Jundiaí, Jarinu e Louveira já possuem convênio com a instituição e todas com valores repassados acima do demanda pela população atendida.

“Se não estivermos envolvidos, não será possível explicar para a mãe da criança que ela ficará sem atendimento. É um problema que precisa ser resolvido”, destaca o deputado federal Miguel Haddad, lembrando sobre a importância da união da região para reivindicar os repasses que devem ser feitos pelos governos Estadual e Federal.

Para a presidente do Grendacc, Verci Bútalo, o encaminhamento das reuniões é uma esperança para a entidade. “Estamos conversando com os municípios individualmente. Entendemos que passaremos um final de ano mais apertados, mas não vamos deixar crianças sem assistência”, afirma.

Leia também

Louveira disputa Jogos da Melhor Idade com 60 atletas em 12 modalidades a partir desta quarta-feira (25)

Abertura será às 13h em Cerquilho, na região de Sorocaba; disputas seguem até 29 de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com