Home / Destaque / Número de casos de abuso e exploração sexual a menores pode ser maior que os registrados formalmente
violencoa sexual

Número de casos de abuso e exploração sexual a menores pode ser maior que os registrados formalmente

 

Em 2016, em Jundiaí, 160 casos suspeitos de violência sexual foram atendidos pela rede de acolhimento em Jundiaí. Entretanto, o número não representa o cenário de uma violência ainda velada e registrada, na maioria das vezes, dentro do ambiente familiar. Foi diante deste cenário que ocorreu nesta quinta-feira (18), no auditório da UNIP, o 4º Encontro do Dia Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes.

Promovido pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Jundiaí, o evento trouxe à tona o tema “Faça bonito – desconstruindo preconceitos para poder proteger”. Entre os objetivos estão à sensibilização dos equipamentos, a divulgação dos mecanismos de enfrentamento e criação de oportunidades para que o tema esteja sempre em discussão. Presente ao evento, o prefeito Luiz Fernando Machado ressalta a importância da participação de diferentes equipamentos públicos nas ações de combate a uma estatística que precisa diminuir.

Para a gestora da Unidade de Assistência e Desenvolvimento Social, Nádia Taffarello, a discussão sobre violência contra criança e adolescente passa por algumas questões essenciais que precisam ser prioritárias na elaboração das ações. “Inicialmente, é preciso detectar estes crimes sexuais cometidos às escuras, assim como é importante fortalecer o fluxo de atendimento, assim como garantir o direito de não revitimização das crianças”, afirma.

A recém-empossada à presidência do CMDCA, Alda Maria Carrara, encara como um desafio a continuidade do trabalho hoje desenvolvido pela rede de acolhimento às vítimas de violência sexual.

Leia também

disque1

Disque 156 Corona da Prefeitura de Jundiaí conta com suporte emocional

Além de tirar dúvidas sobre os sintomas do Novo Coronavírus e onde procurar atendimento, o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com