Home / Destaque / Números mostram que violência contra a mulher cresceu em Jundiaí

Números mostram que violência contra a mulher cresceu em Jundiaí

Dados da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Jundiaí mostram que, em 2019, o número de casos de violência contra a mulher aumentou 12,7%, em comparação a igual período em 2018. Como consequência, também houve um aumento de 78% nas medidas protetivas. Os números foram apresentados pela responsável pela  Assessoria de Políticas para as Mulheres da Prefeitura de Jundiaí, Penha Camunhas Martins, durante a abertura do II Fórum da Não-Violência contra a Mulher, realizado na segunda (25) no auditório do Paço Municipal durante a programação dos “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”.

Na ocasião, a gestora da Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS), Nádia Taffarello, apresentou o projeto desenvolvido pela Unidade em parceria com Centro de Detenção Provisória (CDP) de Jundiaí com os agressores, chamado “Voz da Consciência”. “Na minha carreira na área jurídica, mais do que uma vez vi agressores de mulheres sendo autuados, condenados e retornando, tempos mais tarde, após agredir outra mulher. Não adianta só prendê-los; é preciso um trabalho mais profundo de conscientização”, afirmou.

O que é

A campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” é uma mobilização global da sociedade civil que, no Brasil, dura 21 dias, pois tem início em 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra, e se encerra em 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Segundo a responsável pela Assessoria de Políticas para as Mulheres da Prefeitura de Jundiaí, Penha Camunhas Martins, o objetivo é sensibilizar a comunidade e estimular o ativismo. “As atividades compartilham conhecimento e inovação para prevenir e eliminar a violência contra mulheres e meninas”, explica.

Programação

28 de novembro

Palestra: “Pensando na Educação de nossas crianças”, às 9h, no Centro de Capacitação Argos / com o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM)

1º de dezembro, Dia Mundial de Combate à AIDS

Domingo no Parque, com ações de prevenção, orientação ao cidadão, rodas de conversa, atividades artísticas e de recreação, das 9h às 17h

Local: Parque da Uva

De 2 a 10 de dezembro

Apresentação de vídeos nos terminais de ônibus.

Dia 2 – Terminal CECAP

Dia 3 – Terminal Hortolândia

Dia 4 – Terminal Eloy Chaves

Dia 5 – Terminal Central

Dia 6 – Terminal Rami

Dia 9 Terminal Colônia

Dia 10 – Terminal Vila Arens

5 de dezembro

Roda de Conversa: “ Violência contra a mulher com deficiência e idosa”, às 9h, no Centro de Capacitação Argos / com o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher

9 de dezembro

Roda de Conversa: Lei Maria da Penha, das 14h às 16

Local: UBS Caxambu

10 de dezembro: Dia Internacional dos Direitos Humanos, com foco na equidade de gêneros

Exposição no Paço Municipal

Ação de Cidadania na EMEB “Deodato Jansky”

 

Leia também

Sincomerciários divulga ações em prol da acessibilidade na FENS

Entidade distribuiu cartilhas voltadas à inclusão no mercado de trabalho A presença do Sindicato dos …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com