Home / Destaque / Operação Corta Fogo: Incêndios às margens das rodovias preocupam na estiagem

Operação Corta Fogo: Incêndios às margens das rodovias preocupam na estiagem

Devido ao início do período de estiagem, as concessionárias iniciara na sexta-feira, 7, a Operação Corta Fogo 2019. O tempo seco dos meses de inverno facilita a propagação dos incêndios, e os trechos rodoviários são sensíveis a essas características climáticas devido à vegetação que margeia as estradas.

Por este motivo, as concessionárias alertam que as bitucas de cigarros arremessadas pelas janelas dos veículos são uma das principais causas de queimadas, pois elas podem incendiar a vegetação seca. Outros fatores que contribuem para estes casos são a utilização de fogo para limpeza de terrenos, queima de lixo, fogueiras, queimadas para fins agrícolas não autorizadas e a queda de balões. Além do problema ambiental, a propagação do fogo representa risco à segurança dos motoristas, pois a fumaça reduz a visibilidade.

Além das orientações de segurança, as concessionárias reforçam que o motorista comunique a concessionária, por meio do serviço 0800 de cada rodovia, sobre focos de incêndio observados ao longo da viagem.

Durante o período da operação, o monitoramento dos trechos com maior incidência de queimadas é reforçado. Além disso, as concessionárias contam com caminhões-pipa posicionados em pontos estratégicos, todas as viaturas de atendimento, d e inspeção, guinchos leves, pesados e Resgate possuem abafadores, equipamentos para o primeiro combate aos focos de incêndio. No caso de incêndios de grande porte, as concessionárias sempre contam com a orientação e o apoio do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo.

Orientações de segurança

Em caso de fumaça na pista é preciso reduzir a velocidade na pista, fechando os vidros do veículo. Além disso, é preciso mantar distância segura do veículo à frente e o farol baixo aceso e por segurança não ligue o pisca alerta com o veículo em movimento.

Leia também

Anvisa libera CoronaVac para crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos

Agência vetou dose para menores imunossuprimidos A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com