Prefeito Luiz Fernando Machado participou da solenidade de maneira remota
Home / Destaque / Parceria com Secretária de Estado possibilita reforma, construção e documentação de residências em Jundiaí

Parceria com Secretária de Estado possibilita reforma, construção e documentação de residências em Jundiaí

Em solenidade de entrega de títulos de loteamento no Jardim Antonieta, na tarde desta segunda-feira (20), dois novos programas habitacionais foram anunciados em parceria com a Secretaria de Estado da Habitação para Jundiaí. Juntos, quase mil famílias de baixa renda serão beneficiadas com titularidade da propriedade, construção de nova casa, pelo Caminhos do Traviú, ou reforma, pelo Viver Melhor Novo Horizonte.

“A habitação é uma necessidade e uma preocupação para as famílias. Jundiaí está empenhada em implementar iniciativas habitacionais para que as famílias consigam realizar o sonho da casa própria, regularizada e de qualidade. A partir de parceria com o Governo do Estado, duas novas frentes são anunciadas, com o Viver Melhor, dedicado à reforma de 400 residências no Novo Horizonte e o Caminhos do Traviú, que construirá quase 500 unidades habitacionais para famílias de baixa renda”, comentou o prefeito Luiz Fernando Machado, que participou do evento a partir de um telão instalado na avenida Francisco Nobre, 1031, onde foi realizada a solenidade.

De acordo com o Secretário de Estado da Habitação, Flávio Amary, essa é a realização de um antigo sonho do população. “Sempre buscamos soluções para todo o estado de São Paulo e Jundiaí não poderia ficar de fora. É um direito dos moradores e muita gente trabalhou duro para que isso acontecesse. Além de segurança, o título também trará valorização para as casas dessas pessoas”, discursou.

A partir das duas formalizações de convênios, Estado e Município desenvolverão iniciativas para a oferta de habitação de qualidade para a população. Pelo Programa Viver Melhor, serão reformadas 400 casas do Jardim Novo Horizonte de pessoas que já são atendidas pelos programas municipais da Fumas. A execução será da secretaria estadual, com valor de até R$ 20 mil por residência, estimando R$ 8 milhões em investimento.

Já o projeto habitacional Caminhos do Traviú contempla um conjunto com 495 casas, em terreno da Fumas. “É uma parceria em que o município disponibiliza o terreno para a construção que é feita a partir de uma seleção de empresa feita pela Secretaria de Estado. “As residências serão a preço social (até R$ 130 mil), com possibilidade de subsídio de até R$ 40, conforme os critérios definidos pelo programa.

“Jundiaí tem trabalhado junto ao Governo do Estado para viabilizar parcerias e linhas que possibilitem a criação de projetos habitacionais que permitam às pessoas com baixa renda, consigam adquirir uma habitação regular, com toda a infraestrutura necessária e que proporcione a segurança e a qualidade de vida que todos merecem”, comentou o gestor de Governo e Finanças (UGGF) José Antonio Parimoschi.

Documentação definitiva
Márcio da Silva, tem 44 anos, morador do núcleo Jardim Antonieta há 40 anos, aguardava a entrega da escritura da casa própria, na tarde desta segunda-feira (20). Para ele é a realização de um sonho de uma vida, já que chegou no local aos 4 anos de idade. Além dele, a mãe e o filho mais velho também foram contemplados. “É uma alegria muito grande estar aqui hoje vivendo esse momento. Eu fico triste por não ter o meu pai aqui (falecido no ano passado). Ele trabalhou a vida toda na propriedade e infelizmente hoje não está mais conosco para viver esse momento, mas minha mãe está aqui e isso representa para ela uma tranquilidade, e para mim um legado que deixarei aos meus filhos, a sensação é realmente inexplicável”, comentou pouco antes de receber a documentação da residência.

Márcio da Silva recebeu a documentação de sua moradia, juntamente com outros moradores do Jardim Antonieta

Ele e os parentes estão entre os 123 moradores que receberam a documentação a partir do programa de Regularização Fundiária de Interesse Social do Jardim Antonieta, no bairro do Medeiros, viabilizada pela Fundação Municipal de Ação Social (FUMAS), como agente produtor e com cooperação técnica do Programa Cidade Legal (disposto pela Secretaria de Estado de Habitação).

“A escritura definitiva para estes moradores é ação esperada há muitos anos. Também é muito importante a vinda do secretário, já que essa entrega é fruto de uma parceria junto com o Governo do Estado. O cidadão agora vai ter sua matrícula definitiva e não viverá mais um núcleo de submoradia. Esses títulos levam mais dignidade à vida dessas pessoas”, comenta o superintendente da Fundação Municipal de Ação Social (Fumas), José Galvão Braga Campos.

Leia também

Festival Gastronômico é destaque na programação de férias em Campo Limpo Paulista

A Secretaria de Cultura e Turismo preparou uma grande atração para o mês de julho …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com