Home / Destaque / Plano de Emergência: Jundiaí faz simulado de acidente aéreo nesta quarta (10)

Plano de Emergência: Jundiaí faz simulado de acidente aéreo nesta quarta (10)

A cidade de Jundiaí realiza no dia 10 de abril, um exercício simulado de emergência de acidente aéreo com vítimas como parte da atividade operacional do Plano de Gestão de Emergência e Catástrofe de Jundiaí  (GEC), que está em desenvolvimento pela Coordenadoria de Defesa Civil da Prefeitura de Jundiaí. A atividade faz parte das ações para concatenar mais de 40 agências e entes Federais, Estaduais e Municipais, para atuação durante ocorrências de ampla magnitude. O exercício simulado será realizado no aeroporto Comandante Rolim às 10h, envolvendo várias agências participantes do referido Plano e simulará a aterrissagem em condições de emergência (declarada pelo comandante da aeronave) no aeroporto de Jundiaí,

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Jundiaí, Coronel João Osório Gimenez, o Plano começou a ser elaborado em novembro de 2017, quando a Defesa Civil de Jundiaí iniciou as tratativas com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e o Corpo de Bombeiros. “Quando todos os responsáveis pelas agências foram procurados, tiveram conhecimento do projeto e consentiram em participar do Plano, foi feita a primeira reunião, com todas as agências em 16 de maio de 2018. Após, começamos a formatar os documentos e caminhos necessários para chegar ao atual estágio, sendo que para isso, todos os envolvidos participaram de várias reuniões em grupos e subgrupos”, detalha.

O acidente que será simulado envolve uma aeronave Caravan tipo C208, de pequeno porte de passageiros, com dois pilotes e oito passageiros. A simulação terá início com a  informação, pelo piloto para a Torre de Controle que está com problemas no trem de pouso. Para o treinamento, o aeroporto ficará fechado das 10h até 13h.

A proposta do GEC é tornar Jundiaí uma cidade Resiliente e tem em sua estrutura primária e básica de ação, três agências que são o Corpo de Bombeiros, atuante na ocorrência e utilização da ferramenta SICOE que é o Sistema Integrado de Comando em Operações de Emergência, o SAMU Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, que gerencia o atendimento das eventuais vítimas, avaliação e socorro, e a Defesa Civil como agregadora dos meios e recursos municipais, integrando todas as agências.

Ainda, de acordo com o Coronel Gimenez “a cidade tem que estar preparada e a integração de todas agências já agrega uma grande união para mitigar os efeitos danosos, a preparação e planejamento deve ser feito sempre antevendo os problemas e as emergências. Essa integração é necessária para atuação conjunta na vasta gama de ocorrências que possam acontecer. Sabemos que a emergência e as catástrofes vão acontecer, só não sabemos onde, como e quando, daí a razão da integração de todas as agências, bem como o planejamento e o treinamento. ”

Foi autorizado pelo prefeito Luiz Fernando Machado também a elaboração de um aplicativo de celular como componente do Plano de Gestão de Emergência e Catástrofe de Jundiaí para contemplar todo o sistema e o seu desenvolvimento, tornando o gerenciamento de toda a estrutura do Plano mais eficaz, eficiente e de pronta comunicação aos envolvidos, o que nas próximas semanas já deverá ser apresentado.

A VOA SP, concessionária do aeroporto de Jundiaí é uma das 42 agências do Plano de Gestão de Emergência e Catástrofe de Jundiaí que juntamente com todas as outras agências compõem essa força integrada do Plano.

 

A intenção dos agentes e das agências participantes é que esse trabalho seja transformado em um Plano de Estado e pioneiro no Brasil, desenvolvido em Jundiaí e que possa servir de exemplo a ser implantado nas demais cidades.

Leia também

“No trânsito, sua responsabilidade, salva vidas”.

Este é o tema da Semana Nacional de Trânsito (SNT) que é realizada anualmente entre …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com