Home / Destaque / Prefeitura de Várzea apresenta projeto de revitalização da Marginal do Rio Jundiaí a vereadores

Prefeitura de Várzea apresenta projeto de revitalização da Marginal do Rio Jundiaí a vereadores

Obras planejadas incluem serviços de drenagem, pista de caminhada, novo retorno, além de uma ligação entre a Avenida Ipiranga, em Várzea, e a Avenida dos Ferroviários, de Jundiaí

 

O gestor municipal de Infraestrutura Urbana de Várzea Paulista, Renato Germano, apresentou a vereadores da cidade, o grande projeto para revitalizar a Avenida Marginal do Rio Jundiaí e melhorar a mobilidade urbana varzina, na manhã desta quinta-feira (8), no Gabinete Municipal. As ações planejadas foram detalhadas para os parlamentares, que agora têm ciência da grande empreitada para a qual serão necessários recursos estaduais, federais e municipais. “A ideia é unir forças com o legislativo, daqui e de outras cidades, além de deputados estaduais e federais”, explicou.

Os três projetos de benfeitorias – formulados desde o ano passado pelas Unidades Gestoras de Infraestrutura Urbana, Meio Ambiente e Obras -, são de longo prazo. “A maior parte dos trabalhos, com um custo estimado de aproximadamente R$ 50 milhões, prevê a construção de uma pista de caminhada, no trecho de Várzea Paulista, referente a 5.570 metros. Nessa mesma etapa, também se preveem trabalhos de drenagem e a canalização do Rio, com a colocação de muros de gabiões (estrutura de pedras) nas encostas do perímetro varzino, para a estabilização”, relatou. “De nada adianta realizar operações tapa-buracos, quando não existe a drenagem adequada, já que, infelizmente, a Marginal tem problemas estruturais sérios, desde sua construção”, complementou Germano.

No projeto de um novo retorno, na Marginal do Rio Jundiaí, para Várzea Paulista, no bairro Ponte Seca, para quem estiver na via, no sentido Várzea Paulista-Campo Limpo Paulista, e tiver passado do ponto do novo viaduto que está sendo construído. Para essa obra, seria necessário o aporte de R$ 1,7 milhão. O projeto já está protocolado na Defesa Civil do Estado de São Paulo e está em análise, para uma possível liberação futura de recursos.

No mesmo pacote, existe uma obra planejada para a ligação da Avenida Ipiranga, em Várzea Paulista, com a Avenida dos Ferroviários, em Jundiaí; além da ligação da primeira, sobre a ferrovia, com a Rua Brasil, também no município varzino. O investimento estimado, necessário para essas intervenções, seria de R$ 12 milhões. O prefeito Juvenal Rossi já tratou da ideia de unir as vias de Jundiaí e Várzea Paulista com o prefeito jundiaiense, Luiz Fernando Machado, para buscar recursos de maneira conjunta.

O gestor municipal de Meio Ambiente, João de Lima, também presente, ressaltou a existência de um apelo ambiental importante para obter as verbas necessárias para as benfeitorias da via. “Segundo a Sabesp, não há registro de uma bacia hidrográfica altamente adensada e pujante como a do Rio Jundiaí, já despoluída”. A melhoria das águas foi reconhecida com a ampliação do reenquadramento do Rio de classe 4 para classe 3, que agora abrange o trecho entre o córrego Pinheirinho, em Várzea Paulista, e sua foz no Rio Tietê, em Salto, totalizando mais de 60 km de extensão.

 

Esforços de longa data

Na reunião, os representantes do Governo Municipal relembraram que o executivo tem agido, desde o início de 2013, de várias formas, inclusive junto dos prefeitos de Campo Limpo Paulista e Jundiaí, para pleitear recursos estaduais e federais à Marginal. Após uma das reivindicações recentes, Várzea Paulista conseguiu uma nova verba estadual de R$ 350 mil para a colocação de defensas em pontos críticos da vicinal.

Participaram do encontro os vereadores Giba Moraes, Claudenir Nil, Weslen Campos, Guilherme Zafani, Robertinho e Osmar do Mirante.

 

Outras conquistas divulgadas

O gestor de Infraestrutura Urbana também divulgou duas obras já licitadas e que aguardam trâmites burocráticos da Caixa Econômica Federal, para terem início: o recapeamento de 11 Ruas do Jardim Bertioga e o muro de arrimo na Rua dos Alecrins, no mesmo bairro. Ambas são provenientes de convênios com o Governo Federal.

As duas devem ter início no mês que vem.

 

Projeto para o Jardim Novo Mundo

A Unidade Gestora de Infraestrutura também já tem um projeto pronto para ações de recapeamento e pavimentação em várias vias do bairro, algumas das quais com o asfalto mal executado durante gestões anteriores à do prefeito Juvenal Rossi. A ideia foi obter o apoio dos parlamentares municipais para buscar verbas estaduais ou federais necessárias à viabilização dos trabalho. “É importante conhecer esses critérios de construção que devem ser seguidos para evitar problemas como os encontrados no asfalto desse bairro. Pavimentação sem base asfáltica e sistema de drenagem adequados acaba por ter uma vida útil curta e gerar a necessidade de novos asfaltamentos, como o que terá de ser feito por esta administração”, valorizou o vereador Giba Moraes.

 

Etapas a seguir

No próximo dia 12 de junho, na Câmara Municipal de Várzea Paulista, às 10 horas, os vereadores das três cidades cortadas pela Marginal do Rio Jundiaí – Jundiaí, Várzea e Campo Limpo – tomarão conhecimento dos três projetos abordados na reunião desta quinta-feira.

Segundo o diretor de Relações Governamentais, Felipe Villela, após esse encontro, a ideia é dar força à busca do apoio dos prefeitos, para a possível formação de um consórcio entre os três municípios.

Leia também

ESPORTE – Louveira abre pré-inscrição para 23 modalidades de escolinhas esportivas nesta terça-feira (11)

Pré-Cadastro pode ser feito por formulário disponível no site da Prefeitura, telefone, e-mail ou whatsapp …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com