Home / Destaque / Prefeitura orienta população a não matar os macacos por medo de contaminação de febre amarela

Prefeitura orienta população a não matar os macacos por medo de contaminação de febre amarela

O aparecimento de macacos mortos, vítimas de febre amarela, tem deixado a população preocupada que os macacos sejam transmissores da doença. Por isso, a Unidade de Vigilância de Zoonoses de Jundiaí tem feito uma série de esclarecimentos e orienta as pessoas a não matarem os animais, já que são tão vítimas da febre amarela quanto os humanos.

Segundo  o gerente da Zoonoses de Jundiaí, Carlos Ozahata, a presença de macacos no meio ambiente não representa perigo aos humanos. “A morte destes primatas indicam que o vírus está no local e por isso a morte deles pode mascarar a incidência da doença em um determinado local”, orienta Ozahata, observando que a morte destes animais foi provocada por outros motivos. “Desde que fazemos o acompanhamento, há cerca de dez anos, nenhum caso de morte de macaco por febre amarela foi registrado em Jundiaí”, acrescentou.

Vacina

O gerente orientou a população que ainda não se imunizou que procure uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua casa para receber a imunização, pois essa é a medida importante para evitar a contaminação.

Leia também

Louveira: Biblioteca Pública reabre para empréstimo de livros depois de dois meses fechada durante a pandemia

Em função da pandemia, atendimento para a população é feito sem acesso ao interior do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com