Home / Destaque / Prefeitura veta projeto de lei que classifica cultos e missas presenciais como serviço essencial em Jundiaí

Prefeitura veta projeto de lei que classifica cultos e missas presenciais como serviço essencial em Jundiaí

Foto: Divulgação / Prefeitura de Jundiaí

O prefeito de Jundiaí (SP), Luiz Fernando Machado (PSDB), vetou o projeto de lei que classifica as atividades religiosas presenciais como serviços essenciais durante a pandemia de Covid-19.

O texto permitia que templos religiosos e afins em Jundiaí continuassem recebendo fiéis independentemente da fase do Plano São Paulo.

Um ofício foi endereçado pelo Ministério Público ao prefeito reforçando que as atividades religiosas presenciais, assim como o funcionamento de estabelecimentos comerciais como salões de beleza e bares, pode gerar aglomeração, colocando em risco a saúde e a vida da população.

Segundo a prefeitura, o projeto será encaminhado para a Câmara dos Vereadores, que deve definir ser irá manter ou derrubar o veto realizado.

(Fonte: G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com