Home / Destaque / Professora de Jundiaí que ensina inglês com músicas do Beatles e obras literárias é finalista do ‘Educador Nota 10’

Professora de Jundiaí que ensina inglês com músicas do Beatles e obras literárias é finalista do ‘Educador Nota 10’

Muito mais que ensinar a traduzir músicas, famosos discursos de personagens da história ou até de trechos literários, a professora de inglês Arabelle Calciolari decidiu que queria que seus alunos aprendessem a interpretar e conhecessem mais sobre o contexto.

Com isso, a educadora de Jundiaí (SP) colocou nas aulas letras de músicas famosas dos Beatles, além de obras de Shakespeare. O projeto chamou a atenção dos estudantes e também do prêmio “Educador Nota 10”, ficando entre as 50 finalistas de melhores educadores do país.

frame-professora2

“A gente está aqui para expandir todo esse repertório cultural das crianças, não só o ensino da língua. Eu tento sempre mostrar para as crianças o contexto social e histórico da época que a gente está estudando naquele momento. isso tem ótimos resultados”, explica.

O prêmio, criado em 1998, é uma iniciativa dos grupos Globo e Abril, e uma realização da Fundação Victor Civita em parceria com a Fundação Roberto Marinho, desde o ano passado ele é associado ao “Global Teacher Prize”, o Prêmio Global de Educação.

Professora há 15 anos, nos último 9 anos Arabelle dá aulas na escola municipal de Ensino Básico Maria Angélica Lorençol, que fica no bairro Corrupira, zona rural de Jundiaí.

A coordenadora pedagógica da escola, Isabel Cristina Ferreira Accieri, foi quem incentivou Arabelle a se inscrever no concurso.

“Esse prêmio veio para mostrar um pouquinho do que acontece, porque a gente sabe que em muitas escolas têm grandes projetos. E os professores, às vezes não confiam em si mesmos e não se inscrevem. Foi o que aconteceu com ela, precisava só de um empurrãozinho”, conta Isabel.

Música
No repertório dos Beatles, por exemplo, há músicas que falam de vários temas e que nem sempre devem ser interpretadas de forma simples, como a canção ‘Blackbird’, por exemplo, que é muito mais do que um pássaro preto.

“O pássaro preta representa o universo dos negros que são maltratados pelos brancos e nessa música o pássaro preto representa também Martin Luther King”, comenta João Vitor Ferreira da Silva, de 11 anos.

E se os Beatles falaram de Martin Luther King, ativista político que se tornou um dos mais importantes líderes do movimento dos Direitos Civis dos negros nos Estados Unidos, a educadora aproveita para ensinar mais quem foi ele.

“Se um dia eu sair da sala de aula ainda continuarei sendo professora porque tenho uma alma de professora”, finaliza a professora.

(Fonte: G1)

Leia também

Senac Jundiaí anuncia novidades no portfólio e mais de 1200 bolsas de estudos para 2022

Para começar o ano com o pé direito e com os estudos em dia, o …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com