Home / Destaque / Programa ‘Bom Motorista’, em Jundiaí, orienta profissionais sobre violência contra a mulher

Programa ‘Bom Motorista’, em Jundiaí, orienta profissionais sobre violência contra a mulher

Cerca de 30 motoristas do transporte coletivo de Jundiaí participaram de uma palestra sobre o combate à violência contra a mulher no transporte público, nesta quinta-feira (09), no Terminal Hortolândia. A ação faz parte do programa “Bom Motorista”, criado nesta gestão com o objetivo de qualificar o desempenho dos profissionais do sistema e reconhecer aqueles que apresentarem resultados positivos durante o ano.

Novato na profissão, o motorista da linha 571, Rogério Lima Jansen Pereira, aprovou a iniciativa. “Comecei a trabalhar no transporte público há quatro meses e participei de todas as atividades do programa até então. As palestras são muito interessantes e abordam temas relevantes que contribuem muito com o nosso trabalho no dia a dia”, disse. Com a ação de hoje, agora são 760 motoristas que já participaram do programa somente este ano.

Na quinta fase do “Bom Motorista”, as palestras são comandadas pela assistente social da Vigilância Epidemiológica, Roberta Ribeiro. Durante cerca de 20 minutos, ela conversa com os profissionais sobre como agir caso presencie um episódio de violência contra a mulher, não só dentro do ônibus, mas também em outros locais. “É importante chamar a Guarda Municipal ou a Polícia Militar imediatamente para preservar a integridade física da vítima. O ditado de que em briga de marido e mulher não se mete a colher não pode ser levado a sério”, explicou.

A palestrante orientou os motoristas sobre os canais de denúncia, inclusive os anônimos, e lembrou que a comunicação da violência pode ser feita, também, pelo aplicativo da Prefeitura de Jundiaí. “Nos últimos dois meses, registramos uma forte queda no número de reclamações contra motoristas e este programa com certeza tem uma influência sobre esse dado positivo”, comentou o gestor de Mobilidade e Transporte (UGMT), Silvestre Ribeiro.

Nas quatro primeiras etapas deste ano os temas abordados foram uso de celular ao volante, faixa de pedestre e legislação municipal, manobrabilidade de ônibus e atendimento ao usuário. Na próxima fase, em setembro, os motoristas receberão treinamento de profissionais do CRAS sobre atendimento a pessoas com necessidades especiais.

Leia também

Anvisa libera CoronaVac para crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos

Agência vetou dose para menores imunossuprimidos A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com