Home / Saúde / Queda do tabagismo no Brasil pode aumentar a longevidade

Queda do tabagismo no Brasil pode aumentar a longevidade

doctor breaking apart a cigarette - concept for stop smoking

O número de fumantes no Brasil não para de cair. É só observar nas ruas para perceber uma mudança de hábito, seja pela força da lei, que hoje é muito mais restritiva, pelo aumento dos tributos ou pela consciência dos males causados pelo cigarro. Mas, embora o tabagismo ainda prevaleça em alguns grupos, a queda na quantidade de usuários tende a reetir na expectativa de vida dos brasileiros, segundo pesquisa da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Excluindo todas as causas de morte atribuídas ao tabagismo, o estudo projetou um ganho aproximado de 2,8 anos entre os homens e 0,3 entre as mulheres até 2030 por conta da queda no número de fumantes.

‘Reduzir imposto do cigarro seria um retrocesso’

Recentemente, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, anunciou a criação de grupo de estudos para avaliar a redução de impostos sobre os cigarros, para evitar o contrabando. Para o pesquisador Cristiano Sathler, essa medida tende a não vingar, pois o preço dos produtos é o maior responsável por afastar as pessoas do cigarro. “Seria um retrocesso. Mesmo com todos os impostos, o cigarro no Brasil ainda é um dos mais baratos do mundo, e as políticas públicas que trazem resultado são justamente as que elevam o preço.” 

Um vício, dezenas de sérias doenças

O cigarro é o responsável direto por cerca de 50 doenças conhecidas, dentre elas diversos tipos de câncer, bronquite, enfisema, pressão alta, infarto, AVC, impotência sexual entre outras. E os efeitos vão além das complicações desenvolvidas no longo prazo. “Um cigarro é suficiente para afetar a pressão sanguínea e a pulsação. É possível notar que o produto, de imediato, já é prejudicial, distorcendo inclusive sentidos como o olfato e o paladar. No longo prazo, os danos à saúde do usuário são irreparáveis”, explica a médica Marayra França. 

Leia também

HIV: Brasil tem 694 mil pessoas em terapia antirretroviral

Só neste ano, 45 mil pessoas iniciaram o tratamento no país No Brasil, 694 mil …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com