Home / Destaque / Trotes ainda são ameaça aos serviços de urgência

Trotes ainda são ameaça aos serviços de urgência

Mesmo com todas as campanhas de conscientização e leis que fazem do trote uma contravenção penal, a prática ainda é uma ameaça  que coloca em risco a vida das pessoas que realmente necessitam de serviços como Corpo de Bombeiros e SAMU. Na região, a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Jundiaí sofre diariamente com ofensas, brincadeiras e importunação ocasionada pelos trotes. Entre uma ligação e outra, a prática acaba atrapalhando o fluxo de atendimento estabelecido pela unidade, que em registro de casos mais graves chegou a deslocar viaturas para atender as falsas ocorrências. De acordo com informações do Samu, no ano de 2020 foram contabilizados 3.321 trotes, uma média de 277 chamadas mensais.

O Corpo de Bombeiros também recebe uma quantidade elevada de trotes  cometidos tanto por crianças quanto por adultos. A informação é do Capitão PM Bruno de Souza Ribeiro, Chefe da Seção de Educação Pública do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de São Paulo, que destacou que com a pandemia, se considerarmos o período de março a dezembro de 2020 em comparação ao mesmo período de 2019 houve uma diminuição de 20% na quantidade de trotes, redução similar a quantidade total de chamados.

Contravenção

Conforme o Código Penal Brasileiro, nos artigos 340 e 266, a comunicação falsa de crime ou de contravenção, utilizando o sistema de emergência da Polícia ou do Corpo de Bombeiros Militar, pode configurar uma conduta criminosa que comina em penas que podem variar de um a três anos ou multa. Para o capitão, a conscientização é o melhor caminho. “A população precisa entender que toda vez que é gerado um trote, isto pode causa um atraso no atendimento de uma ocorrência real e a vítima real pode ser a própria pessoa ou algum parente seu”, alertou.

Leia também

Novo Código de Trânsito: o que muda no transporte das crianças

O novo Código de Trânsito Brasileiro traz mudanças importantes no transporte das crianças. Atualmente, os …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com