Home / Destaque / Usina solar irá reduzir 10% de gasto com energia no São Vicente

Usina solar irá reduzir 10% de gasto com energia no São Vicente

Na fachada do hospital, já é possível notar as placas instaladas no telhado

Em busca de melhorias para os pacientes e para comunidade, o Hospital de Caridade São Vicente de Paulo (HSV) deu mais um importante passo nesta terça-feira, dia 07. Foi lançado o projeto de Eficiência Energética, que integra o Programa CPFL nos Hospitais, e que viabilizou a instalação de 370 placas fotovoltaicas no telhado da instituição e que devem gerar economia de 10% na conta de energia do hospital, cerca de R$ 84 mil anuais, que poderão ser aplicados em outras benfeitorias.

O evento de entrega da usina solar contou com a presença do presidente da CPFL Piratininga, Carlos Zamboni Neto; do prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado; com o superintendente do HSV, Matheus Gomes; demais gestores, vereadores e convidados. “Estamos muito satisfeitos em entregar este projeto ao Hospital São Vicente, utilizamos 100% dos espaços disponíveis para instalação das placas. Isso representa uma economia muito importante para o hospital e a geração de energia limpa”, destaca o presidente da CPFL.

Prefeito Luiz Fernando, diretoria da CPFL, diretoria do HSV, gestores, vereadores e convidados descerram a placa do projeto
Prefeito Luiz Fernando, diretoria da CPFL, diretoria do HSV, gestores, vereadores e convidados descerram a placa do projeto

 

O projeto custou à CPFL R$735 mil. O sistema deve reduzir o consumo do hospital em até 190 MWh/ano. Volume suficiente para abastecer cerca de 79 famílias no período de um ano, considerando o consumo mensal de 0,2MWH por residência.

Quem passa em frente ao HSV já percebe a diferença. Cerca de 1.000 metros de telhado estão revestidos com as placas fotovoltaicas. Para que isso fosse possível, o hospital revitalizou todo seu telhado. O trabalho começou no primeiro semestre de 2019 e no final do segundo semestre teve início o processo de instalação das placas. O próximo passo é concluir a fiação e dutos que colocarão o projeto em operação. Isso deve ocorrer no primeiro semestre deste ano.

“A contemplação do Hospital São Vicente com o projeto da CPFL evidencia a capacidade de gestão da equipe técnico-administrativa e representa uma, entre as inúmeras medidas adotadas, a partir de 2017, para a autonomia orçamentária e financeira da unidade hospitalar”, destacou o prefeito Luiz Fernando Machado. “A iniciativa, além de envolver o aspecto sustentável, em termos práticos, reduz as despesas com resultado direto na eficiência, segurança e qualidade do atendimento às pessoas, o que vem ao encontro das medidas desempenhadas por nós para que o setor de saúde tenha prioridade absoluta nos investimentos realizados”, afirma.

Hospital sustentável
Segundo Matheus Gomes, superintendente do HSV, a parceria com a CPFL teve início em 2017. “Quando assumimos o hospital, herdamos uma dívida com a CPFL da ordem de R$ 1,8 milhão, de 2016. Negociamos o pagamento em 60 meses e pedimos para que o hospital fosse incluído no programa de Eficiência Energética. Até hoje, pagamos 30 parcelas e a economia que teremos com a usina, irá nos ajudar a quitar as outras 30 restantes”, explica.

 

Prefeito Luiz Fernando destaca que iniciativa alia sustentabilidade, economia e eficiência no atendimento à população
Prefeito Luiz Fernando destaca que iniciativa alia sustentabilidade, economia e eficiência no atendimento à população

 
Além deste projeto, o hospital tem apostado em outras iniciativas voltadas para a sustentabilidade que culminarão em economia da ordem de R$480 mil anuais. “Estamos investindo em placas de aquecimento solar que serão usadas no aquecimento da água dos chuveiros de nossos quartos, substituímos nossas torneiras para reduzir o uso de água, estamos implementando a assinatura eletrônica que irá reduzir o consumo de papeis e outras iniciativas neste sentido. Estimamos que, quando todos estes projetos estiverem em prática, conseguiremos ter uma economia de R$ 40 mil mensais para o hospital. Sabemos de nossa responsabilidade em ser mais sustentável, especialmente por sermos o maior hospital da região, e temos certeza dos impactos positivos para a nossa comunidade a médio e longo prazo”, afirma Matheus.

CPFL
Na região de Jundiaí, o HSV, foi o primeiro a ser beneficiado com o Programa CPFL nos Hospitais, que visa ajudar as instituições públicas e filantrópicas a reduzirem suas contas de energia elétrica.

Em 2019, os investimentos somaram R$ 20,8 milhões e beneficiaram os hospitais do Instituto do Câncer de Barretos (SP), Santa Casa de Ourinhos (SP), Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (SP), Hospital de Base de São José do Rio Preto (SP), Fundação de Saúde Pública de Novo Hamburgo (RS) e Fundação Hospitalar Educacional e Social de Portão (RS).

Fonte: Assessoria de Imprensa – HSVP
Fotos: PMJ/HSV

Leia também

Parque das orquideas

Parque das Orquídeas é um dos destaques de Várzea Paulista

O Parque das Orquídeas foi fundado em 2004, como um benefício aos moradores de Várzea …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com