Home / Destaque / Vacinação contra gripe é prorrogada até 24 de julho

Vacinação contra gripe é prorrogada até 24 de julho

A Campanha Nacional de Vacinação contra a  Gripe (Influenza) foi prorrogada até o dia 24 de julho pelo Ministério da Saúde (MS) e ampliada para os grupos formados pelos colaboradores em limpeza urbana, da Companhia de Transportes Metropolitanos (CPTM), Metrô e Correios. Jundiaí contabiliza 138.188 mil doses de vacina contra gripe aplicadas entre todos os públicos determinados. Apesar de boa cobertura entre os idosos (62 mil doses aplicadas), os demais públicos definidos pelo Ministério da Saúde (MS) não registram a cobertura de 95% determinada. As doses permanecem disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), exceto aquelas que estão funcionando como Unidade Sentinela (US) que são: Clínica da Família Novo Horizonte, nova UBS Jardim do Lago, UBS Rami e UBS Anhangabaú.

De acordo com dados da Vigilância Epidemiológica (VE), órgão da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), da Prefeitura de Jundiaí, até a última sexta-feira (26), entre a população estimada de crianças entre 6 meses e menores de 6 anos de 26.492, teve 16.535 doses aplicadas (62,42%) e das 4.373 gestantes estimadas, 2.145 receberam a dose (49,05%). Entre os adultos entre 55 anos e 59 anos, com população estimada 10.168 pessoas, 5.238 pessoas foram vacinadas (50,32%). Também foram imunizados 11.310 trabalhadores em Saúde, 544 puérperas e 62.218 idosos, além de demais públicos definidos pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Estado da Saúde (caminhoneiros, pessoas com doenças crônicas e profissionais de segurança).

O atendimento é realizado das 9h às 11h30 e das 13h às 16h30. Nas unidades Agapeama, Tamoio e Hortolândia o atendimento para a vacinação segue até 19h30. O atendimento nestes pontos contempla todas as categorias determinadas pelo Ministério da Saúde (MS) como idosos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas, gestantes, puérperas, crianças a partir de 6 meses e menores de 6 anos, profissionais da saúde, forças de segurança, caminhoneiros, motoristas e cobradores do transporte coletivo, cuidadores de idosos e pessoas entre 55 a 60 anos, além dos professores das redes públicas e privadas. Para receber a dose é necessário apresentar documento de identificação e de categoria a que pertença, e, se tiver, carteira de vacinação.

Para aqueles que fazem parte dos grupos e ainda não buscaram pela imunização, é importante que busquem pelo atendimento o quanto antes. De acordo com a enfermeira sanitarista da VE, Selônia Patricia Caballero, a imunização contra os vírus mais comuns de gripe reduz riscos de problemas respiratórios graves. “A vacina imuniza contra três cepas de vírus diferentes e que são os mais comuns: H1N1, H3N2 e Influenza B. Gratuitas e disponíveis nas UBSs, a dose deve ser aplicada o quanto antes, já que demora até 15 dias para que o sistema imunológico crie o anticorpos necessários para evitar as formas graves”, comenta.

Leia também

macaoes-doados-pela-correias-mercurio-auxiliam-na-protecao-da-equipe-samu

Equipe do SAMU recebe doação de EPI da empresa Correias Mercúrio

Por meio do Hospital de Caridade São Vicente de Paulo (HSV), o Serviço de Atendimento …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com