Home / Educação / Várzea Paulista inicia em abril projeto ‘Semana D de Combate à Dengue’ nas escolas municipais

Várzea Paulista inicia em abril projeto ‘Semana D de Combate à Dengue’ nas escolas municipais

A partir do dia 2 de abril, a Prefeitura de Várzea Paulista inicia a 4ª Semana de D Combate à Dengue nas escolas municipais da cidade. A iniciativa, desenvolvida em parceria entre as Unidades Gestoras de Educação e Saúde – Vigilância em Controle de Zoonoses, tem como objetivo sensibilizar os estudantes sobre a importância do combate ao mosquito Aedes Aegypti que causa a Dengue, o Zyka Vírus e a Chikungunya.

O projeto intersetorial contemplado várias atividades em sala de aula, como pesquisa e até mesmo uma observação preventiva nas instalações escolares. Os alunos também produzirão desenhos sobre o tema e em cada classe será eleita a melhor ilustração. Na fase final, o projeto vai premiar seis salas de aula das Unidades Escolares (três da Educação Infantil e três do Ensino Fundamental) com uma visita ao Museu Cultural Cata-Vento, em São Paulo.

De acordo com o coordenador do setor de Controle de Zoonoses, Eder Carmanini, a equipe já percebe a grande participação das crianças durante as visitas casa a casa. “Os pequenos estão sempre prontos para auxiliar a busca por possíveis criadouros”, conta. “Com o passar dos anos, teremos cidadãos conscientes sobre seu papel no combate ao mosquito”, acredita o coordenador.

Combate à dengue

O setor de Controle de Zoonoses de Várzea Paulista atua no combate as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti à cidade, com visitas casa a casa e vistorias em locais com potencial de desenvolverem criadouros do mosquito.

A única doença com casos suspeitos é a dengue. Até 8 de março, foram 31 casos notificados, 27 já tiveram a enfermidade descartada e um confirmado como positivo. Em 2018, nenhum caso foi notificado no município.

Segundo o coordenador do Controle de Zoonoses, Éder Carmanini, o setor já realizou o BCC (bloqueio e controle de criadouro), com visitação aos imóveis no entorno dos pacientes suspeitos para eliminação dos criadouros. Os estabelecimentos de saúde estão sensibilizados para aumentar a suspeitabilidade no período de maior risco: fevereiro até abril.

Leia também

Telecentros de Várzea Paulista oferecem cursos gratuitos de informática

Três cursos gratuitos na área de informática para os munícipes de Várzea Paulista estão com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com